PMA apreende cerca de 1,6 tonelada de peixe na Região do Pantanal (MS)

Foto: PMA/MS – Divulgação

A Polícia Militar Ambiental (PMA) em Mato Grosso do Sul divulgou na tarde desta quinta-feira (23/11), a informação de que policiais da corporação conseguiram apreender na Região do Pantanal, mais precisamente as margens do Rio Paraguai, cerca de 1,6 toneladas de peixes, que foram retirados do rio 20 dias após o início da Piracema, época em que as espécies se reproduzem e a pesca é proibida em todo o território brasileiro.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da PMA/MS, as apreensões aconteceram na manhã de hoje, durante uma fiscalização de rotina realizada no Rio Paraguai.

Os policiais militares faziam a fiscalização quando avistaram três embarcações, cujos ocupantes estavam praticando pesca predatória. Todos foram autuados administrativamente e multados em R$ 60 mil.

Nas embarcações foram encontrados e apreendidos 950 quilos de pescado e 720 quilos de filé de peixe, que pesados totalizaram 1.672 quilos.

Um quarto pescador conseguiu ligar o barco e fugir dos policiais ambientais, que realizaram buscas nas margens do Rio Paraguai. O infrator, no entanto, não foi localizado.

Segundo os policiais militares ambientais, todos os peixes capturados pelos infratores estavam abaixo da medida permitida por lei. Os três infratores foram detidos e encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal, onde foram autuados por crime ambiental.

Na ação policial foram apreendidos, além dos peixes e pescados, três motores de popa e três barcos. Os peixes serão analisados e, se estiverem aptos para o consumo humano, serão doados para instituições beneficentes/filantrópicas.

Neste momento, chega à redação do Campo Grande Notícias, a informação de que o quarto infrator já foi identificado e que ele deve ser autuado administrativamente e multado em R$ 20 mil.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PMA/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo