Programa Nacional de Apoio a Projetos Comunitários tem encerramento em Vitória

O segundo ciclo do Fundo Comunidade em Rede, um programa de apoio a projetos comunitários desenvolvido em quatro estados, será encerrado com um encontro entre os dias 21 e 23 de novembro, em Vitória (ES). Participarão representantes dos projetos apoiados no âmbito do Fundo.

O encontro acontecerá no Hotel Golden Tulip, na capital do Espírito Santo.  Participantes dos projetos vão apresentar a sua evolução e resultados e os desafios encontrados. Também serão realizados painéis sobre Comunicação e facilitação de processos de articulação territorial e Empreendedorismo Social e Negócios de Impacto Social, entre outros momentos de compartilhamento de conhecimentos.

Outra atividade será a visita técnica à região da bacia do rio Aribiri, onde foi implementado o Projeto RioConhecimento, apoiado pela Fundação Otacílio Coser.

O Fundo Comunidade em Rede foi constituído em outubro de 2012, com o objetivo de dar apoio a projetos de desenvolvimento de base, a partir de convênio de cooperação estabelecido entre membros da RedEAmérica e a Fundação Interamericana, organização autônoma do governo dos Estados Unidos.

Além de dar apoio a três dos projetos, o Instituto Arcor Brasil tornou-se o gestor financeiro do Fundo, que dá apoio a projetos de desenvolvimento de base nas áreas prioritárias das fundações e institutos empresariais parceiros. O Fundo foi então formado pelo Instituto Arcor Brasil, pelas Fundações Aperam e Otacílio Coser e pelos institutos Camargo Corrêa, Holcim e Votorantim.

No primeiro ciclo foram apoiados onze projetos comunitários, em quatro estados brasileiros. O Instituto Arcor Brasil deu suporte aos projetos “Maré Alta”, em Ubatuba (SP), “Fala Comunidade” e “Teia: Ações Comunitárias Articuladas”, em Bragança Paulista (SP).

A partir de 2016, no segundo ciclo do Fundo, o Instituto apoia aos projetos “Maré Alta”, em Ubatuba, “Fala Comunidade em Ação” e “Bragança Articulada em Rede”, em Bragança Paulista.

Os demais projetos do Fundo Comunidade em Rede no segundo ciclo são: “RECOA – Rede comunitária em ação”, implementado em Pedro Leopoldo (MG); “Apicultura em Rede no Vale”, nos municípios de Veredinha e Itamarandiba (MG); e “RioConhecimento”, em Vitória e Vila Velha (ES).

O encontro final em Vitória termina com a mensagem dos institutos e fundações parceiras aos projetos, formação a todos os presentes e reflexão sobre o potencial do trabalho em rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo