PM é acionada para atender tumulto no Consulado da Bolívia em Corumbá (MS)

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul divulgou na manhã deste sábado (04/11), a informação de que policiais da corporação, lotados no município de Corumbá, a 356 km de distância de Campo Grande, capital do Estado, foram acionados para atender a uma ocorrência de tumulto dentro do Consulado da Bolívia.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM), o incidente aconteceu na quarta-feira (1º de novembro), quando um estudante do Curso de Medicina, que estuda em uma faculdade boliviana, se desentendeu com o cônsul. Ambos teriam brigado fisicamente, chegando a trocos socos e pontapés.

Policiais militares foram acionados e rapidamente chegaram ao local e constataram que o jovem, identificado pelas iniciais C. R. N. estava agredindo o cônsul boliviano. A briga foi apartada e o rapaz foi levado para a Delegacia de Polícia Civil.

Os policiais militares que atenderam a ocorrência informaram que não prenderam o cônsul da Bolívia porque ele possui imunidade diplomática.

Na delegacia, o rapaz disse que havia ido até o consulado boliviano para resolver problemas burocráticos referente ao curso, mas que ao chegar foi informado de que deveria pagar uma taxa extra para continuar estudando no país vizinho.

Segundo o estudante, assim que chegou ao consulado foi informado sobre o pagamento da taxa extra, mas ao questionar sobre esse valor, teria sido ofendido pelo cônsul.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Mato Grosso do Sul informou que a sede da entidade em Corumbá está recebendo muitas denúncias referente a precariedade do atendimento no consulado boliviano na cidade.

Até o momento, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil (Itamaraty) não se pronunciou sobre o caso.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo