Temporal atinge o RS e deixa 2 mortos e 15 feridos

Uma árvore de grande porte caiu sobre os trilhos, prejudicando a circulação de trens no Rio Grande do Sul – Foto: Trensurb/Divulgação

Intensos temporais atingiram entre a noite deste domingo (1º de outubro) e a madrugada desta segunda-feira (02/10) várias cidades do Rio Grande do Sul, causando destruição e mortes. O número de vítimas ainda não é oficial.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da Defesa Civil, os ventos chegaram a atingir os 100 km/h, provocando destelhamentos de casas, desabamentos de muros e construções e arrancando árvores pela raiz em vários municípios.

Cerca de 220 mil pessoas estão sem energia elétrica em todo o Estado e aproximadamente 975 residências foram danificadas. As mortes foram registradas em Ijuí e em Sapiranga, Região Metropolitana de Porto Alegre.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que a tempestade em Porto Alegre foi a pior desde janeiro de 2016, quando a cidade sofreu sérios danos. Na capital os ventos atingiram os 116,3 km/h.

Ainda em Porto Alegre foram registrados seis casos de destelhamentos de casas, tendo todos os morados sido resgatados e levados para abrigos e/ou casas de familiares.

Hospitais de Porto Alegre informaram que 15 pessoas deram entrada nos prontos-socorros com ferimentos considerados leves e, que após terem sido medicados, foram todos liberados.

Nas imediações do Estádio Beira-Rio, uma lona de circo desabou, ferindo cinco pessoas. As vítimas foram socorridas e levadas a um hospital próximo.

O teto do Ginásio da Brigada Militar, localizado na Avenida Ipiranga, em Porto Alegre, desmoronou com a força dos ventos, mas o incidente não deixou ninguém ferido.

As fortes rajadas de vento derrubaram várias árvores, tendo uma delas caído sobre os trilhos. A circulação de trens teve que ser suspensa entre as Estações de São Luís, em Canoas e Novo Hamburgo.

Técnicos da Trensurb já estão trabalhando no local e a circulação de trens deve ser normalizada dentro de algumas horas.

O Comando Geral da Brigada Militar (CGBM) no Rio Grande do Sul informou que a corporação e o Corpo de Bombeiros receberam centenas de chamadas, a maioria em decorrência do destelhamento de casas e quedas de muros e árvores.

Na Rodovia ERS-155, uma árvore caiu sobre um carro, causando a morte do motorista, identificado como sendo A. J., de 65 anos. O corpo da vítima foi resgatado e levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde serão realizados todos os exames de praxe.

Segundo o Inmet, a previsão para o Rio Grande do Sul nas próximas horas é de mais chuva, de intensidade entre fraca a moderada em algumas regiões.

Com informações das Assessorias do Inmet, do CGBM e da Defesa Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo