PRF apreende cerca de 6,5 toneladas de maconha na BR-163, próximo a Campo Grande (MS)

Foto: PRF/MS – Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso do Sul divulgou na manhã desta quarta-feira (27/09), a informação de que policiais da corporação conseguiram apreender na Rodovia BR-163, nas imediações de Campo Grande, capital do Estado, cerca de 6,5 toneladas de maconha, que estavam sendo transportadas em um caminhão-tanque. O motorista, de 54 anos, foi preso em flagrante.

Segundo informações da Assessoria de Comunicação da PRF/MS, a apreensão do entorpecente e a prisão do suspeito aconteceram na tarde de segunda-feira (25/09), no km 454 da rodovia, durante uma fiscalização de rotina.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais forma repassados à imprensa, os policiais rodoviários federais faziam uma blitz na rodovia quando avistaram o caminhão-tanque e sinalizaram para que o motorista diminuísse a velocidade e parasse o veículo.

Durante a abordagem os policiais checaram os documentos do veículo, os do motorista e os da carga, que teoricamente seria óleo vegetal, e constataram que estavam aparentemente em ordem.

Foto: PRF/MS – Divulgação

No entanto, como o motorista ficou excessivamente nervoso, eles decidiram vistoriar o veículo e no lugar do óleo vegetal encontraram fardos lacrados contendo tabletes de maconha.

Em depoimento, o suspeito disse ter pego o caminhão já ‘preparado’ no município de Caarapó (MS), com o objetivo de levá-lo para Rondonópolis, onde o entorpecente seria comercializado.

Os policiais rodoviários federais demoraram cerca de 4 horas para retirar os fardos de maconha de dentro do caminhão, tirar os lacres e pesar o entorpecente. Os fardos da droga lotaram uma sala da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) de Campo Grande, para onde o entorpecente foi levado.

A ocorrência foi registrada como tráfico de drogas, tendo o entorpecente e o suspeito sido levado para a mesma delegacia. Ele contou ter sido detido outras três vezes por contrabando.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PRF/MS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo