Ladrões armados invadem e assaltam lanchonete em bairro de Campo Grande (MS)

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul divulgou na manhã desta quarta-feira (27/09), a informação de que policiais da corporação foram acionados para atender a uma ocorrência de assalto a um estabelecimento comercial de Campo Grande, capital do Estado. Os criminosos ainda não foram identificados e/ou presos.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar, o assalto aconteceu na noite desta terça-feira (26/09), por volta das 21h30min (horário de MS), a uma lanchonete que fica localizada na Rua Praia Grande, no Bairro Jardim São Conrado.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, o proprietário do estabelecimento, um jovem de 23 anos, se preparava para fechar as portas quando três pessoas armadas entraram no local e anunciaram o assalto.

Dentro da lanchonete estavam o proprietário e dois clientes, um jovem de 19 anos e um homem de 44 anos. Sem ter como reagir, o dono do estabelecimento decidiu entregar todo o dinheiro que havia no caixa, mas os suspeitos não ficaram satisfeitos e decidiram roubar os clientes.

Segundo o dono do estabelecimento, os criminosos eram dois homens e uma mulher, tendo um deles ficado na porta vigiando, enquanto os outros dois roubaram os objetos de valor dos clientes e da lanchonete.

Os criminosos fugiram do local levando uma determinada quantia em dinheiro, diversos objetos de valor, além de um veículo modelo Volkswagen Gol, na cor vermelha.

A Polícia Militar foi acionada e rapidamente chegaram ao local. De posse das descrições do veículo e dos suspeitos, os policiais iniciaram buscas na região.

As vítimas foram até a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Bairro Piratininga e registraram a ocorrência. O dono da lanchonete disse aos policiais civis acreditar que os suspeitos conheciam a rotina do comércio, porque eles foram rápidos no assalto, sabendo onde estavam os objetos que queriam roubar.

Até o momento os suspeitos não foram identificados, localizados e/ou presos.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo