Incêndios florestais atingem o Centro de Portugal

Bombeiro tenta impedir que as chamas atinjam uma casa no vilarejo de Pucarica, em Abrantes, Portugal – Foro: Patrícia de Melo Moreira/AFP

Dois gigantescos incêndios florestais continuam a devastar o Centro de Portugal na manhã deste domingo (13/08), e apesar do trabalho dos bombeiros em contê-los, as chamas continuam se alastrando rapidamente por causa do clima seco e das altas temperaturas. As fortes rajadas de vento contribuem para que o fogo permaneça alto e perigoso.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, os focos mais perigosos estão localizados próximos a cidade de Abrantes, no Distrito de Santarém, e também, nas imediações da cidade de Alvaiazere, na Região de Leiria.

A porta-voz da Defesa Civil Portuguesa, Patrícia Gaspar, disse em entrevista coletiva, que bombeiros, policiais e voluntários estão trabalhando arduamente para conter e apagar as chamas, as quais permanecem se alastrando rapidamente.

Incêndios florestais continuam atingindo a Região Central de Portugal – Foto: AFP

Ao todo, trabalham no combate às chamas, 800 bombeiros, 120 policiais e 42 voluntários, que contam com a ajuda de 250 veículos, 4 aviões-tanques e 2 helicópteros.

Outros dois focos, que anteriormente atingiram as regiões de Coimbra (Centro) e Aveiro (Norte), foram controlados no período da noite de sábado (12/08). No entanto, centenas de bombeiros permanecem de prontidão para voltar ao trabalho caso haja novos focos de fogo.

Ainda segundo a porta-voz da Defesa Civil, Patrícia Gaspar, na sexta-feira (11/08) foi registrado o maior número de incêndios florestais em um único dia. Ao todo, foram registrados 220 focos em um único dia.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo