Solurb mantém 120 trabalhadores na varrição de ruas de Campo Grande

Demissão anunciada na semana passada foi cancelada depois de mediação do MPT/MS – Foto: Divulgação

Campo Grande (MS) – O Município de Campo Grande e a CG Solurb Soluções Ambientais informaram, nesta sexta-feira (31), que foram suspensos os desligamentos de 120 trabalhadores que atuam no serviço de varrição das ruas de Campo Grande. A medida resulta de um compromisso pactuado com os trabalhadores, incluindo ex-catadores de materiais recicláveis, após duas audiências realizadas pelo Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul (MPT/MS).

“Agradecemos o empenho das instituições envolvidas nesse processo – Solurb, Município de Campo Grande, Fundação Social do Trabalho de Campo Grande e Sindicato do Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação – em buscar uma solução que respeita a dignidade conferida a esses trabalhadores”, destacou o procurador do Trabalho Paulo Douglas Almeida de Moraes, que presidiu a audiência.

Na reunião, a concessionária comunicou que será feita uma escala com os trabalhadores que desejarem ser dispensados, os quais receberão as verbas rescisórias típicas de uma demissão sem justa causa. A Solurb e o Município de Campo Grande também se comprometeram a obter outras alternativas para equilibrar eventuais cortes no repasse de recursos.

Atualmente, a Solurb emprega em torno de 1.250 funcionários nos serviços de varrição de vias, coleta, transporte e destinação final de resíduos domiciliares, pintura de meio fio, capina, roçada e raspagem manual e mecanizada de passeios, entre outros.

Fonte: Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul – MPT/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo