PMA apreende cerca de 1 tonelada de pescado em MS durante a Piracema

Foto: PMA/MS – Divulgação

A Polícia Militar Ambiental (PMA) em Mato Grosso do Sul divulgou na manhã desta quarta-feira (1º de março), o balanço parcial das ocorrências registradas no Estado durante o período da Piracema. Os dados mostram que este ano houve um aumento de 30% no número de ocorrência, se comparado com o mesmo período de 2016.

De acordo com os dados do Relatório da PMA/MS, foram emitidas 64 autuações, presas em flagrante 51 pessoas e apreendidas 1,4 tonelada de pescado irregular. Ao todo, foram emitidas multas no valor de R$ 125,7 milhões.

No mesmo período do ano passado foram presas em flagrante 39 pessoas e emitidas 49 autuações. Algumas pessoas foram detidas com pouca quantidade de pescado.

Na fiscalização de 2017, os policiais militares ambientais priorizaram o monitoramento dos cardumes nos pontos onde são mais vulneráveis a ações do homem, como em cachoeiras e corredeiras.

O período de defeso começou oficialmente no dia 05 de novembro de 2016 na Bacia do Rio Paraguai e três dias antes na Bacia do Rio Paraná. A Piracema se encerrou oficialmente às 00 horas desta quarta-feira (1º de março), com exceção dos rios onde a pesca é permanentemente proibida.

Com o término do Período da Piracema, a PMA/MS vai começar uma nova fase de fiscalização em todo o Estado de Mato Grosso do Sul.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PMA/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo