Terremoto de 7,6 graus na Escala Richter atinge o Sul do Chile

Terremoto que atingiu o Sul do Chile na manhã deste domingo (25/12) danificou uma estrada em Tarahuin, na Ilha de Chiloé. – Foto: Álvaro Vidal/Reuters

Um forte terremoto de magnitude de 7,6 graus na Escala Richter atingiu neste domingo (25/12) o Sul do Chile. Ainda não há informações sobre danos e/ou vítimas, mas as autoridades chilenas emitiram alerta de tsunami e evacuação imediata da região litorânea.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, cinco regiões devem ser evacuadas nas próximas horas. São elas: Biobío, La Araucanía, Los Lagos, Los Ríos e Aysén

Segundo dados do Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS – sigla em inglês), o tremor aconteceu por volta das 11h22min (horário local), tendo durado cerca de dois minutos. O epicentro do abalo sísmico foi localizado a 67 km a Noroeste de Melinka, na Região de Aysén.

Testemunhas disseram que o tremor foi mais intenso na cidade de Quellón, na Isla Grande de Chiloé, no Sul do país. A cidade encontra-se isolada e sem comunicação, já que o sistema de telefonia fixa e móvel deixaram de funcionar.

O diretor regional do Escritório Nacional de Emergência (Onemi) de Los Lagos, Alejandro Vergés, disse que por enquanto não há interrupção no fornecimento de energia elétrica e de água na região, mas que não há como saber a extensão dos danos e nem de possíveis vítimas.

Em entrevista coletiva, o diretor nacional da Onemi, Ricardo Toro, pediu a todos que residem na área litorânea que deixem a região o mais rapidamente possível, se dirigindo para locais situados acima dos 30 metros.

A evacuação preventiva e obrigatória será analisada posteriormente, após as autoridades verificarem a situação e se os riscos persistem.

Moradores da Ilha de Chiloé disseram a jornalistas chilenos e estrangeiros que puderam sentir o forte tremor que surpreendeu a todos na manhã de Natal. Muitos deixaram suas casas e ainda permanecem nas ruas.

Equipes da Defesa Civil, dos Bombeiros e da Polícia foram mobilizadas e já se dirigem para os locais mais afetados pelo terremoto. Há risco de inundações e alagamentos em algumas regiões.

Com informações das Agências Associated Press e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo