PMA autua e multa idoso em Nova Andradina (MS) por manter aves silvestres em cativeiro

Foto: PMA/MS – Divulgação

A Polícia Militar Ambiental (PMA) em Mato Grosso do Sul divulgou na tarde desta quarta-feira (21/12), a informação de que policiais da corporação flagraram na zona rural de Nova Andradina, a 297 km de distância de Campo Grande, aves silvestres sendo mantidas em cativeiro. Na propriedade foram encontradas e apreendidas armas de diversos calibres.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da PMA/MS, o flagrante aconteceu na manhã de hoje, por volta das 09h15min (horário de MS), durante uma fiscalização de rotina.

Segundo os dados que constam no Boletim de Ocorrência (BO), os quais foram repassados à imprensa, os policiais faziam a fiscalização quando foram avisados de que em uma residência aves silvestres estavam sendo mantidas ilegalmente em cativeiro.

Ao se aproximarem da casa os policiais avistaram pássaros silvestres em gaiolas e questionaram o proprietário do imóvel, um idoso de 62 anos. Ele disse não possuir autorização para manter animais silvestres em cativeiro.

No imóvel também foram encontrados vários tipos de armas de diversos calibres, além de munição.

Os pássaros, as armas e as munições foram apreendidas, e o dono do imóvel foi autuado administrativamente e multado em R$ 3 mil. Além disso, ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi novamente autuado, desta vez por crime ambiental.

Caso o idoso seja condenado pela Justiça, poderá pegar uma pena que varia de 3 a 6 anos de reclusão.

Na casa foram encontrados e apreendidos um sabiá; seis pássaros-pretos e seis gaiolas, além de um rifle calibre 22; uma espingarda calibre 22; nove cartuchos calibre 36 e duas munições calibre 44. Ele não possuía porte de arma e nem autorização para manter as armas em casa.

As armas e munições foram levadas para a Delegacia de Polícia Civil de Nova Andradina, e os pássaros silvestres foram encaminhados para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) em Campo Grande.

Na Delegacia de Polícia Civil o idoso foi autuado por crime ambiental e por posse ilegal de arma de fogo, agravado pela posse de munição de uso restrito.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PMA/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo