PMA autua e multa motoristas e bares em Campo Grande (MS) por poluição sonora

Equipamento de som instalado em um dos veículos apreendidos na Operação ‘Perturbação do Sossego Alheio IV’, desencadeada pela Polícia Ambiental em Campo Grande (MS) – Foto: PMA/MS – Divulgação

Equipamento de som instalado em um dos veículos apreendidos na Operação ‘Perturbação do Sossego Alheio IV’, desencadeada pela Polícia Ambiental em Campo Grande (MS) – Foto: PMA/MS – Divulgação

A Polícia Militar Ambiental (PMA) em Mato Grosso do Sul divulgou na tarde deste sábado (22/10), a informação de que policiais da corporação realizaram em Campo Grande, capital do Estado, a Operação ‘Perturbação do Sossego Alheio IV’, que teve como objetivo coibir os abusos de poluição sonora.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da PMA/MS, a operação aconteceu entre a noite de sexta-feira (21/10) e a madrugada de sábado (22/10), e contou com o apoio da Polícia Militar (PM), do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), do Comando de Policiamento Especializado (CPE), do Corpo de Bombeiros, da Polícia Civil, do Ministério Público Estadual (MPE), da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur), da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agentran) e da Vigilância Sanitária.

O objetivo da Operação ‘Perturbação do Sossego Alheio IV’ foi o de prevenir e combater a poluição sonora e outras perturbações de ordem pública na capital sul-mato-grossense.

Foram fiscalizados veículos, bares, boates, conveniências e residências. Durante a ação, policiais militares foram acionados para atender a uma ocorrência de perturbação da paz no Bairro Jardim Santa Emília.

Assim que chegaram ao local, os policiais constataram que em uma chácara estava acontecendo um campeonato de som veicular. Com o aparelho decibelímetro, os policiais mensuraram a pressão de som emitida pelos aparelhos instalados nos veículos, e constataram que o som estava demasiadamente alto, tendo sido registrado 88,4 decibéis, quando a legislação em vigor permite apenas 45 decibéis.

Diante dos fatos apresentados, os policiais autuaram os responsáveis e os multaram em R$ 5 mil cada um, totalizando R$ 40 mil em multas. Todos os veículos foram apreendidos e levados para o pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), onde ficarão à disposição da Justiça.

Os donos dos carros e o proprietário da chácara foram detidos e levados para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), onde foram autuados por crime ambiental. Caso sejam considerados culpados, poderão pegar uma pena que varia de 1 a 4 anos de reclusão.

Com informações da Assessoria de Comunicação da PMA/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo