Vendaval atinge o Oeste de SC e provoca estragos

Estádio de Futebol em Ponte Serrada (SC), que ficou danificado com as fortes rajadas de vento que atingiram a região nesta terça-feira (13/09) – Foto: Defesa Civil/SC

Estádio de Futebol em Ponte Serrada (SC), que ficou danificado com as fortes rajadas de vento que atingiram a região nesta terça-feira (13/09) – Foto: Defesa Civil/SC

Fortes rajadas de vento atingiram o Oeste de Santa Catarina na manhã desta terça-feira (13/09), por volta das 07h45min (horário de Brasília), causando sérios danos a infraestrutura de várias cidades. Ainda não há informações sobre vítimas.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação da Defesa Civil de Santa Catarina, o vendaval atingiu principalmente os municípios de Nova Erechim e Ponte Serrada. Policiais, bombeiros e militares do Exército foram mobilizados para ajudar as possíveis vítimas.

Em Nova Erechim, as fortes rajadas de vento destruíram duas vidraças de uma creche municipal, mas ninguém ficou ferido. Os reparos já começaram a ser realizados.

Já em Ponte Serrada, o vendaval começou na madrugada de hoje, por volta das 03h35min (horário de Brasília), tendo a cobertura das arquibancadas do Estádio de Futebol do Município sido parcialmente arrancados. A infraestrutura do local foi danificada e equipes de manutenção já começaram os trabalhos de reparo.

Em nota divulgada à imprensa, o Comando Geral do Corpo de Bombeiros (CGCB) informou que militares da corporação não chegaram a ser acionados para atender ocorrências nas duas cidades, mas que as corporações permanecem mobilizadas.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que os ventos chegaram a atingir os 110 km/h na Região Oeste de Santa Catarina. No município de Água Doce os ventos atingiram 88 km/h e em Novo Horizonte atingiram os 95 km/h.

Já na Serra Catarinense, as rajadas de vento chegaram a atingir os 140 km/h e no município de Morro da Igreja chegou a 110 km/h.

A previsão do tempo na Região Oeste de Santa Catarina nesta quarta-feira (14/09), segundo dados do Inmet, e de pancadas isoladas de chuva, as quais poderão vir acompanhadas de trovoadas e rajadas de vento. Há risco de alagamentos em alguns municípios.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Defesa Civil/SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo