Destinação do Fundersul não pode ser alterada, defende Aprosoja/MS

Quando o agronegócio se desenvolve de maneira sólida, regiões urbanas também são fortalecidas. – Foto: Divulgação

Quando o agronegócio se desenvolve de maneira sólida, regiões urbanas também são fortalecidas. – Foto: Divulgação

A alteração na Lei nº 1.963, que rege o Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul), preocupa produtores rurais sul-mato-grossenses. Para a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), a destinação do fundo não pode ser alterada, pois a manutenção das estradas é de fundamental importância para o desenvolvimento do estado.

O Fundersul – mantido com recursos captados exclusivamente dos produtores rurais – foi criado com o objetivo prioritário de manter em boas condições as estradas estaduais, vias que permitem o escoamento da produção. Uma vez em condições inadequadas, há aumento nos custos de produção e, consequentemente, diminuição de investimentos, o que afeta toda a cadeia produtiva.

Para o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, quando o meio rural e o agronegócio se desenvolvem de maneira sólida, inúmeros benefícios são gerados, também, nas regiões urbanas, fortalecendo a economia de todo o estado.

Diante desse cenário, os produtores de grãos de Mato Grosso do Sul se posicionam contra a decisão e esperam que o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, considere a não sanção da Lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo