IFMS é pentacampeão estadual da olimpíada brasileira de robótica

Campus Campo Grande também participou da competição – Foto: Campus Campo Grande/Divulgação

Campus Campo Grande também participou da competição – Foto: Campus Campo Grande/Divulgação

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMS) se destacou na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), realizada na semana passada, em Campo Grande. Equipes formadas por estudantes da instituição conquistaram as três primeiras colocações na categoria nível 2, voltada para o ensino médio. Está é o quinto ano consecutivo que o IFMS conquista a 1º colocação.

Durante a competição, os robôs, montados e programados pelos estudantes, precisam seguir uma trilha cheia de obstáculos e desafios, como rampas e redutores de velocidade (espécie de “quebra-molas”). Para isso, são usados diversos sensores, como de luz, de toque e de distância. A pontuação é medida de acordo com o tempo levado para concluir o percurso e o número de erros cometidos.

Formada por quatro estudantes do curso técnico integrado em Informática, a grande vencedora foi a Cetro Hal, do Campus Ponta Porã, que já foi a campeã estadual nos dois últimos anos e representou Mato Grosso do Sul nas etapas nacionais. O campus é responsável pelas cinco vitórias consecutivas do IFMS – desde 2012 –, tornando-se pentacampeão sul-mato-grossense da Olimpíada.

Equipe do Campus Jardim conseguiu a segunda colocação – Foto: Campus Campo Grande/Divulgação

Equipe do Campus Jardim conseguiu a segunda colocação – Foto: Campus Campo Grande/Divulgação

“Vejo uma evolução muito grande das equipes, aprendemos com os erros dos anos anteriores e, como já fomos para a etapa nacional, temos mais experiência. Estimulo os estudantes a colocar inteligência no robô, prever possíveis erros e pensar em soluções”, apontou o coordenador das equipes do Campus Ponta Porã e diretor-geral da unidade, Marcos Vilhanueva.

Participante da Hal desde 2013, o estudante Cristian Haas, 18, aponta que a união é o grande diferencial da equipe e que agora querem buscar a vitória na etapa nacional.

“Estamos na mesma formação desde o início, nosso grande diferencial é a união e amizade, e sabermos dividir bem os trabalhos. Para este ano, vamos mais preparados para a nacional, nosso robô envolve inteligência de software, ele consegue tomar decisões, e também inserimos mais sensores nele. Vamos buscar o ouro inédito para o MS”, ressaltou Cristian.

O Campus Ponta Porã também conquistou a terceira colocação com a equipe Cetro Avimove.

Equipe Hal conseguiu a terceira vitória consecutiva na etapa estadual da OBR – Foto: Campus Ponta Porã/Divulgação

Equipe Hal conseguiu a terceira vitória consecutiva na etapa estadual da OBR – Foto: Campus Ponta Porã/Divulgação

Jardim – A segunda colocada foi a equipe R2-D2, do Campus Jardim. Esta foi a primeira participação da unidade na OBR, cujo trabalho da equipe de robótica foi iniciado em abril deste ano.

“No nosso caso, o mínimo foi o máximo. Nosso robô é enxuto, não tem tantos sensores como os outros. Erramos menos o que nos dispusemos a fazer. Nossa meta era ficar entre os 12 melhores, então foi uma surpresa o segundo lugar. O que espero é que os alunos do campus se voltem mais para a robótica e percebam a potencialidade dessa área”, afirmou o coordenador da R2-D2, professor Marcelo Matte.

Matte destaca que os estudantes participantes estão cursando apenas o segundo semestre do curso técnico integrado em Informática. É este do caso da aluna Ana Júlia Boris de Mesquita, 15 anos, integrante da equipe vice-campeã.

Equipes de Jardim e Ponta Porã venceram a Olimpíada – Foto: Campus Ponta Porã/Divulgação

Equipes de Jardim e Ponta Porã venceram a Olimpíada – Foto: Campus Ponta Porã/Divulgação

“Nunca tinha tido contato com robótica, nem sabia que existia a OBR. Fomos lá para conhecer, achamos que seria mais fácil. Nosso robô era o mais simples, acho que ganhamos por causa da programação que fizemos nele, nos dedicamos mais à parte básica, de seguir a linha, passar os obstáculos. Agora, já estamos pensando na competição do ano que vem”, afirmou, animada, a estudante.

OBR – É uma olimpíada científica apoiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), destinada a alunos de escolas públicas ou privadas do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o Brasil.

Além de Jardim e Ponta Porã, o Instituto foi representado na etapa estadual por estudantes dos Campi Aquidauana, Campo Grande, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.  A competição foi realizada entre sexta-feira e domingo, 26 e 28 de agosto, na Escola Paulo Freire, na Capital.

O IFMS agora representará Mato Grosso do Sul na fase nacional, prevista para outubro, em Recife (PE).

Mais informações estão disponíveis na página oficial do evento. O endereço é http://www.obr.org.br/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo