Zeus Sailing Team leva título brasileiro para Florianópolis (SC)

Barco catarinense conquista o Campeonato Brasileiro da classe C30 em Ilhabela; o também catarinense Katana Portobello é campeão do Grand Prix

Zeus, campeão brasileiro (Marcos Méndez / SailStation)

Zeus, campeão brasileiro (Marcos Méndez / SailStation)

Ilhabela (SP) – As tripulações catarinenses dominam as regatas em Ilhabela com duas conquistas na C30. O Zeus Sailing Team é o campeão brasileiro da classe, enquanto o Katana Portobello fatura o Grand Prix e fica também com o vice no Brasileiro. A flotilha de C30, formada por oito embarcações, é a mais equilibrada entre as classes inscritas na Semana de Vela que se estende até este sábado (9).

O Zeus encerrou o Brasileiro nesta sexta-feira com 19 pontos perdidos e duas vitórias, considerando-se o descarte do pior a resultado após oito regatas. O vice-campeão Katana Portobello venceu uma regata e somou 21 pontos, um a menos do que o terceiro colocado Caballo Loco, de Ubatuba, ganhador de três provas. Os ventos fracos dos primeiros dias da semana foram compensados por rajadas de 20 nós na quinta-feira, o que exigiu perícia das tripulações em variadas condições.

Campeão da Semana de Vela em 2014, a tripulação do Zeus veio a Ilhabela preparada para brigar pelo título brasileiro. “É gratificante vencermos em uma classe de barcos rápidos e modernos, repleta de velejadores de alto nível. É também a mais divertida da Semana de Vela”, comemora Felipe Linhares, o Fipa, timoneiro e tático do Zeus Sailing Team. “Cientes da força das demais tripulações, treinamos muito em Jurerê antes de competirmos em Ilhabela”.

C30 em fila rente à orla (Marcos Méndez / SailStation)

C30 em fila rente à orla (Marcos Méndez / SailStation)

O terceiro colocado no Brasileiro, Caballo Loco, fez uma campanha de recuperação, apostando na experiência da tripulação do litoral norte paulista e na intensificação dos ventos. “O Caballo gosta de vento forte e as rondadas nas primeiras regatas não nos trouxeram bons resultados. O mais importante é que a classe se mostra cada vez mais competitiva. César Gomes (timoneiro do Katana), por exemplo, ajudou a elevar o nível da C30”, elogiou o comandante do Caballo Loco, Mauro Dottori.

Grand Prix de C30 – A vitória do Katana Portobello no Grand Prix foi mais tranquila. O barco do Sul perdeu apenas três pontos contra seis do vice, Caiçara (Marcos César), e sete do terceiro colocado, Loyal (Marcelo Massa), ambos de Ilhabela. O campeão brasileiro de Laser Radial, Martin Lowy, reforça a tripulação do Kaikias, com a experiência de ter vencido o Circuito Ilhabela de 2015 no Caiçara. “Independentemente do barco, a flotilha veleja compacta e em alto nível. A disputa é intensa do início ao fim das regatas”, afirma Lowy.

Disputam Semana de Vela, Grand Prix e Campeonato Brasileiro: Caballo Loco (Mauro Dottori), Caiçara (Marcos de Oliveira César), Loyal (Marcelo Massa), Kaikias (Felipe Echenique), Barracuda (Humberto Diniz) e +Realizado (José Luiz Apud), todos de São Paulo, além dos dois barcos de Florianópolis: Zeus (Inácio Vandersen) e Katana (Cesar Gomes).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo