No longboard, brasileiro Augusto Olinto garante outra grande apresentação na Europa e é novamente o terceiro em Portugal

Surfista teve a maior somatória de todos e a única nota dez do evento da WSL.

Surfista Augusto Olinto no Longboard Pro Gaia em Portugal – Foto:  Laurent Masurel/WSL

Surfista Augusto Olinto no Longboard Pro Gaia em Portugal – Foto: Laurent Masurel/WSL

Com a maior somatória entre todos os competidores e a única nota dez, o paulista de Ubatuba, Augusto Olinto garantiu outra grande apresentação neste final de semana (10 a 12) nas etapas do Longboard Tour, da World Surf League (WSL) na Europa. Desta vez no Longboard Pro Gaia, em Portugal, novamente com o terceiro lugar (semifinal), mesmo resultado conquistado no domingo anterior (5), no Longboard Pro Vieux Boucau, na França.

No segundo round, Gutinho deu um show, com a nota dez e superando o campeão mundial, Piccolo Clemente, do Peru. Depois, na fase seguinte, enfrentou e foi melhor que o francês Eduardo Delpero. Na semi, voltou a enfrentar Piccolo e mesmo com uma grande atuação não conseguiu avançar à decisão. “Foi uma experiência inexplicável. Poder surfar com os melhores do Mundo. Foi muito enriquecedor para mim”, vibrou Augusto.

Surfista Augusto Olinto no Longboard Pro Gaia em Portugal – Foto:  Laurent Masurel/WSL

Surfista Augusto Olinto no Longboard Pro Gaia em Portugal – Foto: Laurent Masurel/WSL

“Enfrentei longboarders que vem dominando o ranking mundial há anos e esses resultados me motivam ainda mais para me preparar para o meu grande objetivo, que é o título mundial no final do ano”, complementou o surfista, que passa uma temporada na Europa, justamente para se aperfeiçoar, numa iniciativa do Toledo Team, em parceria com a Nivana Turismo. “Se não fosse o Ricardinho (Toledo) não estaria aqui”, ressaltou.

Atual vice-campeão sul-americano dos pranchões, Augusto Olinto segue até agosto treinando e competindo na Europa. Vendedor de tapiocas numa food bike, na Praia Vermelha do Centro, em Ubatuba, no verão, e trabalhando como pintor na baixa temporada, ele ganhou a chance de viajar pelo Toledo Team. “Conheço o Gutinho há muito tempo e sei de seu potencial. Estamos muito felizes que ele aproveitou a chance e está evoluindo, mostrando resultados”, disse Ricardinho.

Junto com o Toledo Team e Nivana Turismo, Augusto Olinto tem o patrocínio da Lufi, que faz as suas pranchas e está garantindo todo o suporte na Europa, e apoio da Ki-Beirute Esfiharia. “Agora, tem o Festival Lufi, na Costa da Caparica, em Portugal, e espero surfar bem”, completou.

Na final do Longboard Pro Gaia, o francês Antoine Delpero foi o vitorioso, garantindo 16,73, contra 15,50 de Piccolo Clemente. Augusto foi o terceiro junto com o japonês Shohei Akimoto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo