Dentistas participam de capacitação sobre câncer bucal para atuarem na Caravana da Saúde

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Cerca de 20 cirurgiões-dentistas participaram de uma palestra de capacitação sobre o câncer de boca, nesta sexta-feira (06) na sede da Associação Brasileira de Odontologia (ABO/MS). O objetivo da palestra foi de orientar e capacitar os profissionais da área, em uma parceria do Governo do Estado com o Conselho Regional de Odontologia de MS (CRO/MS), para que eles atuem na Caravana da Saúde que será realizada entre os dias 14 e 29 de maio, em Campo Grande.

Os profissionais são da Prefeitura e por conta da parceria com o Governo do Estado, iniciarão o atendimento na Caravana com atenção redobrada para o câncer bucal. O treinamento ministrado pela estomatologista Márcia Gorisch buscou ressaltar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce para que se tenha sucesso no tratamento em caso de confirmação da doença.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“O cirurgião-dentista é um dos primeiros a verificar se o paciente pode desenvolver um câncer de boca. As pessoas procuram o dentista por conta de uma cárie, de um dente fraturado ou para fazer um canal e é nesta ocasião que os profissionais têm que estar preparados para olhar a cavidade bucal como um todo e verificar os tecidos adjacentes aos dentes que podem dar sinais para a doença”, explica Gorisch.

“É uma doença que se desenvolve devido a fatores relacionados ao stress, à bebida alcoólica, inclusive, a Organização Mundial da Saúde coloca até a alimentação como uma das causas”, acrescenta a estomatologista.

Segundo o representante do CRO-MS na Caravana, Robson Ajala, Mato Grosso do Sul é o 5º estado da federação com maior incidência desse tipo de câncer. “Certos hábitos da cultura local como fumar arguile, mascar fumo e ainda a questão da culinária como o consumo intenso de churrasco e alimentos ricos em gordura aliados ao tabagismo e a bebida, são fatores de risco que formam um ambiente propício para a instalação de um câncer. Por isso o Conselho tem a preocupação de capacitar os profissionais da rede pública para que dêem uma atenção especial ao tema”, esclarece Ajala.

Ainda segundo Ajala é preciso ficar atento a qualquer alteração na cavidade bucal, por menor que seja. “É importante que se faça a biópsia logo ao detectar algo fora do comum, para que o paciente seja encaminhado para um profissional especialista e já inicie o tratamento. A grande preocupação, principalmente durante a ação na Caravana, é identificar os casos no início para que a solução seja mais rápida, barata e eficaz, assim o paciente sofre bem menos. E claro isso deixa um legado muito interessante para a saúde pública”, destaca o cirurgião-dentista.

Jeorgeana Sangalli é uma das cirurgiãs-dentistas da Prefeitura que estão participando da primeira turma do treinamento. “É muito importante os profissionais da rede pública passarem por essa capacitação para que possamos corroborar com essa parceria com o Governo onde nós só temos a ganhar com a Caravana”, declara Sangalli.

Até o momento aproximadamente 300 dentistas já foram capacitados para a ação que já passou por cidades como Corumbá, Três Lagoas, Jardim, Aquidauana e Dourados. A previsão é de que mais 300 profissionais das regiões próximas a Campo Grande, como Sidrolândia, Terenos, Rochedo e outras, façam o treinamento para que atendam a população na Caravana.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo