Tecnologias para cadeia da carne é assunto do Encontro realizado pelo Sindicato Rural de Campo Grande

Foto: Roberto Medeiros

Foto: Roberto Medeiros

“Hoje não discutimos mais a capacidade de acordo com a área de produção, mas a capacidade de tornar a produção eficiente, como na adaptação de novas tecnologias. E isso nós temos visto entre os produtores de carne do nosso estado que, cada vez mais, investem em sanidade, tecnologia, genética e nutrição”, destacou o presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, Mauricio Saito, ressaltando a relevância do 29º Encontro de Tecnologias da Pecuária da Carne, nesta segunda-feira (11).

O evento realizado pelo Sindicato Rural de Campo Grande é considerado pelos produtores e demais envolvidos na cadeia da carne como um dos mais importantes do setor no Estado. Para o presidente Sindicato Rural de Campo Grande, Ruy Fachini Filho, o encontro permite que pecuaristas conheçam técnicas inovadoras para produzir mais e se manter na atividade. “No instante em que o mundo clama pela pecuária sustentável, para chegar a esse objetivo o produtor deve estar atento ao surgimento das novas tecnologias e conhecer novos métodos de produção, condições essenciais para a redução dos custos e aumento de produtividade e de lucratividade sem agressão ao meio ambiente”, ressalta.

As palestras abordaram temas como mercado e cenário, gestão e pecuária moderna, Sistema Integração Lavoura e Pecuária, custos de produção e desenvolvimento sustentável. Os assuntos foram ministrados por nomes como Fernando Sampaio, doutor em Animal Science nos Estados Unidos; Cássio Rodrigues discorrer especialistas em solos e nutrição de plantas e em Manejo de Pastagens; Thiago Bernardino de Carvalho, economista doutor em Administração de Empresas e pesquisador na área de proteína animal e Fabiana Villa Alves, doutora em Ciência Animal e Pastagens e pesquisadora da Embrapa.

Participaram do Encontro, os diretores da Famasul, Terezinha Cândido, Luiz Alberto Moraes Novaes e Lucas Galvan e o superintendente do Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS, Rogério Beretta, além do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Elias Verruck; o presidente MNP – Movimento Nacional dos Produtores, Rafael Gratão; representando a Assomasul, o prefeito de Corguinho, Dalton de Souza Lima; superintendente estadual do Banco do Brasil, Evaldo Emiliano; diretor presidente da Iagro, Luciano Chiochetta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo