Em Defesa da Liberdade Religiosa, mórmons fazem projeto de serviço em igreja católica na capital

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Dia 25 de julho, acontece em Campo Grande e em todo o Brasil o projeto intitulado “Mãos que Ajudam a Promover e Defender a Liberdade Religiosa”. O programa Mãos que Ajudam de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é reconhecido pela ONU – Organização das Nações Unidas, como um programa de ajuda humanitária e serviço comunitário, que ajuda milhares de famílias em todo o mundo.

No Brasil, o projeto Mãos que Ajudam a Promover e Defender a Liberdade Religiosa contará com a participação de cerca de 130 mil voluntários em parceria com diversas denominações religiosas como: Católicos, Adventistas, Batistas, Evangélicos, Espíritas, Umbandistas, etc.

Em Campo Grande, o projeto acontecerá na comunidade católica Nossa Senhora de Guadalupe, no bairro Parati, onde os voluntários irão pintar o muro e as grades da igreja.

O Projeto não tem cunho “Ecumênico”, mas sim, de promover o Direito à Liberdade Religiosa, já que uma das crenças básicas da Igreja de Jesus Cristo resume-se no seguinte:

Pretendemos o privilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames de nossa própria consciência; e concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os adorar como, onde ou o que desejarem”.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No sentido de promover o Direito à Liberdade Religiosa a ideia, é estender aos amigos e irmãos de outras crenças, as mãos, a amizade, o amor, a solidariedade, o serviço e o respeito. E desta forma, seguir o Exemplo de Jesus Cristo – ao amar e servir aos semelhantes.

Dados mundiais, do “Instituto Pew Research Center” indicam que a Liberdade Religiosa sofre um desgaste e enfrenta desafios mundiais. Hoje, segundo pesquisas, cerca de cinco bilhões de pessoas vivem em países com alta ou muito alta restrição à Liberdade Religiosa. O Brasil pode ser considerado uma Voz para o Mundo – numa iniciativa que prega a Paz entre as religiões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo