Museu de Arte Contemporânea atende o público em horário ampliado a partir desta terça-feira

Museu de Arte Contemporânea (Marco) de Mato Grosso do Sul – Foto: Divulgação

Museu de Arte Contemporânea (Marco) de Mato Grosso do Sul – Foto: Divulgação

Campo Grande (MS) – O Museu de Arte Contemporânea (Marco), unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, amplia a partir desta terça-feira (2 de junho) o horário de funcionamento e abrirá as portas ao público também durante o período matutino.

Com a mudança o Marco atenderá os visitantes nos seguintes dias e horários: terça a sexta feira, das 7h30 às 17h30; nos sábados, domingos e feriados o horário permanecerá das 14h às 18h.

A ampliação no horário de atendimento busca garantir ao público novas e melhores possibilidades de conhecer as Exposições Temporárias, as atividades educacionais e de valorização cultural e o grande acervo próprio da instituição.

Trajetória – O Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul cumpre fundamental papel educativo através de suas atividades, democratizando o acesso à arte e aos bens culturais, posicionando-se como importante centro de formação e fomento cultural.

O Museu de Arte Contemporânea foi criado através do Decreto nº 6266, em 17 de dezembro de 1991. A primeira sede localizou-se na Avenida Calógeras, nº 2499, esquina com a Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, em edifício adaptado para a finalidade museológica, permanecendo neste endereço até 1999, quando foi instalado provisoriamente, na Rua Barão do Rio Branco, nº 1980.

A sede definitiva, imponente na arquitetura, foi projetada pelo arquiteto Emmanuel de Oliveira e começou a ser construída em 1993. Foi concluída em julho de 2002, com recursos da Lei de Incentivo à Cultura. Desde então, as artes sul-mato-grossenses tomaram um novo impulso, dada a possibilidade de um diálogo maior com as artes de outras regiões e a oportunidade de divulgação da produção artística local, respeitando e valorizando a diversidade de linguagens.

Seu acervo tem origem na Pinacoteca Estadual, com os prêmios aquisitivos dos salões de arte realizados a partir de 1979 e, mais tarde, através de doações espontâneas de artistas, colecionadores e instituições culturais. Atualmente compõe-se de aproximadamente 900 obras em diversas modalidades artísticas, incluindo um conjunto significativo de obras que registram o percurso das artes plásticas em Mato Grosso do Sul, do princípio aos dias atuais.

Localizada no Parque das Nações Indígenas, extensa área verde da cidade reservada para atividades de lazer, o museu possui uma área construída de 4000m2 e dispõe de 5 salas de exposição, sendo uma com mostra permanente de obras de seu acervo e 4 salas para as mostras temporárias que compõem sua programação anual.

O setor educativo, em sintonia com as abordagens atuais da arte-educação, conta com 3 salas para as atividades práticas com escolas e grupos no complemento didático às visitas orientadas às exposições, além de cursos de iniciação em arte para crianças, jovens e adultos; assim como um equipado atelier para o desenvolvimento de técnicas de gravura.

O museu possui ainda um auditório com capacidade para 105 pessoas e uma biblioteca específica em artes plásticas, com material para pesquisa e formação de estudantes, arte-educadores, artistas e público em geral.

Serviço: O Marco fica localizado na Rua Antônio Maria Coelho, 6.000, Parque das Nações Indígenas. Confira os feriados em que o museu não abre: 1º de janeiro, sexta–feira santa, 1º de maio (dia do trabalhador), finados (02 de novembro), Natal e 28 de outubro (dia do servidor público).

Mais informações pelo e-mail: marco@fcms.ms.gov.br, na página www.facebook.com/marco.museu ou pelo telefone (67) 3326-7449

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo