Papa apela por cessar-fogo em Gaza e critica quem impede ajuda

Francisco rezou pela Ucrânia e Myanmar na Praça São Pedro

O papa Francisco voltou a apelar neste domingo por um cessar-fogo “imediato” entre Israel e o grupo fundamentalista islâmico Hamas na Faixa de Gaza, enfatizando que “ninguém” pode impedir a entrega de ajuda humanitária à população.

Papa Francisco durante oração do Angelus

Francisco durante oração do Angelus (Foto: Ansa)

“Encorajo as negociações em andamento, entre as partes, porque não são fáceis, e desejo que as propostas de paz para o cessar-fogo, em todas as frentes, e para a libertação dos reféns sejam aceitas imediatamente, por palestinos e israelenses”, afirmou ele, após a recitação do Angelus, no Vaticano.

O Pontífice lembrou ainda que “depois de amanhã será realizada na Jordânia uma conferência internacional sobre a situação humanitária em Gaza, convocada pelo Rei da Jordânia, pelo presidente do Egito e pelo secretário-geral das Nações Unidas”.

Neste contexto, o argentino apelou para a “comunidade internacional a agir urgentemente por todos os meios para ajudar a população de Gaza, exausta pela guerra”.

“As ajudas humanitárias devem poder chegar a quem delas precisa, e ninguém o pode impedir”, ressaltou.

O apelo de Jorge Bergoglio lembrou o 10º aniversário de oração pela paz que reuniu, em 8 de junho de 2014, os presidentes da Palestina e Israel, Mahmoud Abbas e o já falecido Shimon Peres.

“Esse encontro testemunha que é possível apertar as mãos e que fazer a paz exige coragem, muito mais coragem do que fazer a guerra”, declarou.

Por fim, o líder da Igreja Católica rezou para os fiéis não esquecerem de Myanmar e do “atormentado povo ucraniano que mais sofre e que mais anseia pela paz”, saudando um grupo da Ucrânia presente na Praça São Pedro.

“Estamos perto de vocês. É um desejo, este da paz, pelo que encorajo todos os esforços que se fazem para que a paz se possa construir quanto antes, com a ajuda internacional”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo