Onda de calor atinge os EUA e provoca incêndios na Califórnia

Uma onda de calor extremo está atingindo os Estados Unidos (EUA) deste a semana passada e tem provocado incêndios florestais no Estado da Califórnia, causando a morte de várias pessoas. A imprensa local estima em 35 o número de mortes provocadas pelo calor.

Cidade de Nova York (EUA) sob sol forte no período da tarde — Foto: Reynaldo Brigantty/Pixabay

Na tarde desta terça-feira (09), o Serviço Meteorológico Nacional dos EUAS (NWS – sigla em inglês), anunciou que os focos de incêndio devem se alastrar, podendo atingir o Leste do país neste fim de semana. “Um calor perigoso vai permanecer no Oeste no restante da semana“, diz o comunicado do NWS.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, as temperaturas devem ultrapassar os 50º C, e pode afetar cerca de 160 milhões de pessoas.

Entre as cidades mais afetadas pelo calor está a cidade de Las Vegas, tendo as temperaturas atingindo os 48,9º C no último domingo (07).

As autoridades norte-americanas já registraram mortes nos Estados da Califórnia, Arizona e Oregon, devido ao intenso calor. Quatro homens com idades entre 33 e 48 anos, morreram em Portland, no Norte do país, e um homem de 50 anos, que decidiu fazer uma caminhada, foi encontrado morto no Grand Canyon.

Aproximadamente 1.200 hectares já foram devastados pelas chamas no Norte da Califórnia (EUA) – Foto: Jeff Head/Flickr (Domínio Público)

Um motociclista ainda não identificado, morreu no último fim de semana, quando os termômetros registravam 53º C. Um amigo do rapaz foi socorrido com vida e levado para um hospital da região.

Os bombeiros estão se preparando para combater as chamas dos incêndios florestais na Califórnia. Acredita-se que essa nova temporada de incêndios em parques e reservas seja mais intensa.

No Sul do Texas, as autoridades emitiram alerta devido a passagem do Furacão Beryl, que deixou mais de dois milhões de pessoas sem energia elétrica. As temperaturas na região chegam a 35º C.

Segundo especialistas, a falta de luz “pode ser muito perigosa para a saúde, principalmente quando acontece num ambiente de extremo calor, quando as pessoas precisam do ar condicionado para se refrescar.

As mudanças climáticas estão ocorrendo de forma mais acelerada em todo o mundo devido ao aquecimento global.

Com informações das Agências Associated Press, Reuters e AFP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo