Inundações atingem o Afeganistão e deixam centenas de mortos

Inundações estão atingindo desde sexta-feira (10) várias províncias do Afeganistão, segundo informações da Organização das Nações Unidas (ONU). O número de vítimas ainda é incerto, mas calcula-se em 200 desabrigados na Província de Baghlan, no Norte do país.

Inundações atingem o Norte do Afeganistão, provocando destruição e vítimas (Jalil Ahmad/Reuters)

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o Afeganistão vem sofrendo devastações devido as mudanças climáticas que, aparentemente, estão em processo cada vez rápido de aceleramento.

A primavera no país foi uma estação chuvosa e o inverno bastante seco. Os pobres e as pessoas mais vulneráveis, como crianças e idosos, são os que mais sofrem com a variação climática cada vez mais anormal.

Equipes de resgate foram mobilizadas para socorrer as vítimas, porém as autoridades locais não divulgam os números de desalojados e desabrigados e, principalmente de mortes e feridos.

As autoridades afegãs decretaram estado de emergência nas regiões onde rios de lama atingiram casas e estabelecimentos comerciais, provocando desabamentos e deslizamentos de terra. Lavouras também foram perdidas.

O Ministério da Defesa do Afeganistão informou que mais de duas mil casas teriam sido destruídas em Baghlan, e que os moradores foram levados para abrigos.

Uma minivan é rebocada das águas durante a enchente no Distrito de Khushi, na Província de Logar, no Afeganistão (Reuters)

Um funcionário da Organização Internacional para Migração (OIM) disse que há milhares de desabrigados e que muitas pessoas estão deixando suas regiões de origem e segundo em direção as outras províncias do país.

O Afeganistão atravessou um inverno muito seco, o que dificultou a absorção da chuva pelo solo. As inundações desta primavera chuvosa têm afetado outras províncias do país, principalmente as mais pobres.

Outros países estão enviando para o Afeganistão alimentos não perecíveis, medicamentos e kits de primeiros socorros.

Aviões da Força Aérea estão retirando pessoas que ficaram ‘ilhadas’ e as estão levando para abrigos. Os feridos estão sendo levados para hospitais.

Há relatos, ainda não oficialmente confirmados, de que as inundações também estão atingindo a Província de Takhar, onde 20 pessoas teriam morrido e outras 14 teriam ficado feridas.

Com informações das Agências Lusa, France Presse e Reuters

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo