Paredões de pedra desabam sob embarcações em Capitólio (MG)

Ao menos 2 pessoas morreram e outras 32 ficaram feridas.

Um deslizamento de pedras no Lago de Furnas, no município de Capitólio, no Centro-Oeste de Minais Gerais, causou a morte de pelo menos duas pessoas e deixou outras 32 feridas. As causas do incidente ainda são desconhecidas, mas já estão sendo apuradas pelas autoridades locais.

Foto: Reprodução

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM) de Minas Gerais, o incidente aconteceu no início da tarde deste sábado (08), por volta das 12h35min (horário de Brasília), quando barcos e lanchas se aproximaram de cânions.

As pedras começaram a cair sob as embarcações, tendo algumas pessoas que estavam em barcos afastados, tentado avisar as vítimas.

Um vídeo que circula pela internet mostrando o momento do acidente foi confirmado pelos bombeiros como sendo real. As imagens são fortes e mostram as pedras atingindo os barcos.

Ao menos dois barcos foram atingidos pelas pedras, tendo ambos naufragados. É possível ver os destroços dos barcos boiando nas águas do Lago de Furnas.

Equipes do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, das Polícias Civil e Militar e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas e enviadas para o local.

Foto: Corpo de Bombeiros

A Marinha Brasileira enviou uma embarcação para a região para auxiliar no resgate de vítimas e na apuração da ocorrência. Ainda não se sabe o que causou o desabamento dos cânions.

O Corpo de Bombeiros confirmou a morte de dois homens, que ainda não foram identificados. Trinta e duas pessoas foram resgatadas com vida e levadas para hospitais. A maioria dos feridos já foi atendida e liberada.

Nove pessoas seguem internadas, duas com fraturas expostas, quatro com ferimentos leves e três cujo estado de saúde não foi divulgado.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, lamentou o acidente em sua rede social no Twitter:

Sofremos hoje a dor de uma tragédia em nosso Estado, devido às fortes chuvas, que provocaram o desprendimento de um paredão de pedras no lago de Furnas, em Capitólio. O Governo de Minas está presente desde os primeiros momentos através da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros“, disse Romeu Zema.

Os trabalhos de resgate ainda estão em andamento. Solidarizo com as famílias neste difícil momento. Seguiremos atuando para fornecer o apoio e amparo necessários“, acrescentou o governador de Minas Gerais.

Foto: WhatsApp/Cortesia

A Marinha do Brasil divulgou um comunicado oficial à imprensa informando que um inquérito está sendo aberto para apura as causas e as circunstâncias deste trágico acidente.

Confira a íntegra da nota da Marinha do Brasil

A Marinha do Brasil informa que tomou conhecimento de um acidente, no fim da manhã de hoje, após deslizamento de rochedo atingir embarcações que navegavam a região dos cânions, em Capitólio (MG).

A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio (MG), e no auxílio aos outros órgãos atuando no local.

Um inquérito será instaurado para apurar causas, circunstâncias do acidente/fato ocorrido”.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo