Gravidez segura e a retomada do sonho de muitas mães, mas de forma saudável

Foto: Divulgação

O tema se tornou muito especial para mães e pais e, de fato, está associado ao início de uma vida tranquila, de muita paz e saúde para bebês também. Falamos de gravidez segura. Nos últimos dois anos, muitas famílias adiaram o sonho, o projeto de vida que é trazer uma criança ao mundo. Então, agora, quando vemos aumentar a vacinação e cair os índices das complicações pela Covid em nosso país, notamos também a retomada dos planos de muitas mulheres. Para as famílias o momento de voltar a sonhar. Para nós, profissionais, hora de cuidar, acolher, recomendar e oferecer o melhor esclarecimento para as gestantes.

Em nossa lista de prioridades, as orientações sobre diabetes, estresse, a pressão alta e obesidade que são alguns dos fatores decisivos, que trazem risco para mãe e bebê. Aliás, um dos mais perigosos motivos de muitas complicações na gestação, a pré-eclampsia, é uma condição específica da gravidez, definida como hipertensão e presença de proteína na urina, que aparece depois de 20 semanas de gestação, tendo entre outros órgãos, como os rins, comprometidos. Por isso o acompanhamento pré-natal se mostra tão crucial. Já que colabora para evitar riscos, complicações para mãe e filho e proporciona o melhor momento para o bebê nascer, tentando evitar a prematuridade e o sofrimento fetal.

Atuando diretamente em contato com mães e famílias todos os dias, devemos alertar e ampliar os horizontes a respeito dos riscos sempre. Bem como falar de maneira clara e próxima sobre todas as grandes vivências que um filho traz durante o período de planejamento e preparação de condições ideais para sua chegada. E por toda a vida.

Lembrar da necessidade de um ambiente para “um nascer” seguro e de harmonia, dos cuidados com a saúde do corpo e da mente, da necessidade do acompanhamento de saúde e do acolhimento especializado, bem como ajudar a pensar em escolhas sadias, são nosso papel. Aí entram orientações sobre a alimentação, consultas médicas, avaliação psicológica e o estabelecimento de confiança entre familiares, médicos e equipes de saúde.

Em todo o momento de retomada é importante a união e a consciência das partes envolvidas em um ideal. Quando esse ideal é trazer ao mundo um ser humano saudável, mais ainda. Que com os novos tempos, a saúde e a realização sejam nossas palavras de ordem, aliadas ao cuidado materno, familiar e ao fortalecimento das relações entre equipes e pacientes. Cuidar é sempre uma dádiva.

 

*Renato Sá, médico e Chefe de Obstetrícia da Perinatal Rede D’OR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo