Endurance: Kiryla e Orige emplacam a pole da grande final em Goiânia

Dupla parte na primeira posição pela quinta vez no ano, mas corre por fora na briga pelo título de duas categorias

Mais uma pole para Kiryla Orige (Bruno Terena/MS2)

Vicente Orige e Gustavo Kiryla conquistaram nesta sexta-feira a pole da grande final do Império Endurance Brasil, em Goiânia. Esta será a quinta vez no ano que a dupla do AJR #444 parte na primeira posição do grid.

Vencedores das duas últimas provas do campeonato, eles vão em busca do lugar mais alto do pódio não apenas para fechar a temporada com chave de ouro, mas também para sonhar com dois títulos. Kiryla e Orige conservam chances matemáticas de levar a taça tanto na P1 quanto na Geral.

Estamos muito felizes com este momento, vivendo uma grande fase nesta reta final do campeonato. Mas estamos correndo por fora. Nosso objetivo é vencer, temos que nos concentrar nisso. Torcer para que as combinações de resultado necessárias aconteçam é importante, mas primeiro temos que fazer nossa parte”, afirmou Orige. “A Fórmula 1, semana passada, mostrou que a corrida só acaba na bandeirada final. Então é lógico que temos esperanças”, completou Kiryla.

Para levar o campeonato na Geral, a dupla precisa vencer e torcer para que Emílio Padron e Marcelo Vianna cheguem, no máximo, na oitava colocação. Caso não consigam cruzar a linha de chegada em primeiro, precisam que os líderes do campeonato não pontuem e ainda chegar à frente da dupla Cacá Bueno e Ricardo Baptista, que parte na pole da GT3.

Cacá e Baptista com uma mão na taça na GT3 (Bruno Terena/MS2)

Cacá, entretanto, prefere não priorizar a disputa e foca no campeonato dos carros de Gran Turismo, onde o título está perto de se tornar realidade em seu ano de estreia no Império Endurance Brasil. Para isso, basta que sua Mercedes AMG GT3 termine uma posição atrás da McLaren 720s de Marcelo Hahn e Allam Khodair.

Não vamos entrar na pista pensando na disputa da Geral. Nosso foco é a GT3. Emplacar a pole hoje foi importante para aumentar o nosso grau de confiança tanto no carro quanto no momento que estamos vivendo na competição. Mas a corrida é longa e temos que estar concentrados para fazer nossa parte”, disse o pentacampeão da Stock Car.

Na GT3 Light, a dupla do Aston Martin Sérgio Ribas e Guilherme Ribas superou a Ferrari de Marçal Muller, Tom Filho e Ricardo Mendes. Mas eles só ficam com o título se os rivais não completarem a prova.

Na GT4 a situação é a mesma. Henri Visconde, Lucas Foresti e Vitor Foresti ficaram à frente de Cássio Homem de Mello, Flávio Abrunhoza e André Moraes Jr. No entanto o trio da BMW M4, precisa que o Mustang abandone para se sagrar campeão.

Carlesso e Ghizzo roubam a cena na P3 (Bruno Terena/MS2)

E na P3, onde quatro carros brigam pelo título, o trio formado por Salim Carlesso, Leo Yoshii e Guga Ghizzo roubou a cena em Goiânia e, mesmo alijados da disputa pela taça, partem na primeira colocação.

A disputa das Quatro Horas de Goiânia, prova que decide os campeões da Império Endurance Brasil, acontece neste sábado, às 11h30, e conta com transmissão ao vivo do Bandsports e do canal oficial da categoria no Youtube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo