Lava do Vulcão Cumbre Vieja já destruiu cerca de 60 residências nas últimas 36 horas

O vulcão fica localizado na Ilha de La Palma, na Espanha.

O Vulcão Cumbre Vieja, localizado na Ilha de La Palma, na Espanha, entrou novamente em erupção na manhã desta terça-feira (07), jorrando lava incandescente pelas encostas da montanha e lançando cinzas e fumaça tóxica. Todos os moradores que residem nas proximidades já foram retirados da região.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, nas últimas 36 horas a lava do Cumbre Vieja já destruiu cerca de 60 imóveis, tendo os moradores perdido quase todos os seus pertences, já que tiveram que deixar suas casas às pressas.

Membros da Unidade de Emergência Militar da Espanha monitoram as emissões de gases no Vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, logo após a erupção desta terça-feira (07) – Foto: Luismi Ortiz / UME / AFP

Até o momento a erupção do Vulcão Cumbre Vieja devastou cerca de 1.200 hectares de florestas e matas nativas em La Palma.

O diretor-técnico do Plano de Emergências Vulcânicas das Canárias (Pevolca), Miguel Ángel Morcuende, disse em entrevista coletiva que o vulcão permanece ativo, e que novas erupções podem acontecer a qualquer momento.

Já a porta-voz do Pevolca, Carmen Lòpez, informou que todas as edificações atingidas estavam na região do fluxo de lava que desceu pelo mirante de Las Hoyas.

Carmen Lòpez explicou ainda que os fluxos de lava que jorrou pelas encostas da montanha nas últimas horas foram muitos fluídos e de altas temperaturas, e que avançam muito rapidamente, porém se concentração de gases tóxicos.

Todos os moradores que tiveram suas casas e sobrados destruídos foram encaminhados para abrigos, ou seguiram viagem para casas de parentes e/ou amigos.

O Pevolca divulgou um novo boletim técnico informando que a área devastada pela descida da lava expelido pelo vulcão é de 1.182 hectares, e que ao todo foram atingidas 3.039 edificações, tendo 2.881 sido completamente destruídas, segundo dados do Sistema e Monitoramento feito pelo satélite Copérnico.

Já o Instituto Geográfico Nacional de Espanha (IGN) disse que durante a madrugada desta terça-feira (07) o vulcão provocou 14 abalos sísmicos na Ilha de La Palma, tendo o maior deles sido de magnitude de 3,4 graus na Escala Richter, com epicentro no município de Fuecaliente, a uma profundidade de 13 quilômetros.

Com informações das Agências AFP e EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo