Bonito 21K se consolida como evento esportivo completo e com envolvimento de milhares de atletas

O evento aconteceu em Bonito (MS), no último fim de semana, e atraiu mais de 2 mil atletas nas provas de corrida e de ciclismo de estrada

Não foi da noite para o dia que a Bonito 21K, prova de ciclismo e de corrida que aconteceu na cidade de Bonito (MS) neste fim de semana, se tornou um evento alvo para ciclistas e corredores de todo o Brasil. São sete edições ao todo, sendo que há duas as bikes foram incluídas no escopo, o que não pareceu ser empecilho nenhum para os mais de 300 ciclistas que aportaram na cidade turística a partir de quinta-feira, dia 2 de dezembro. Já a corrida, que por lá acontece nas modalidades de meia-maratona (21 km), 10 km e 5 km, além da prova kids, já se sagrou há muito tempo como uma das provas mais queridas do público brasileiro. Sim, brasileiro, pois embora os corredores de Mato Grosso do Sul estejam sempre presentes, a prova contou com inscrições de todo o País.

7ª edição da Bonito 21K – Foto: Genar – Fotop

Neste ano, os vencedores da meia-maratona na categoria geral foram Glenison Gilbert de Carvalho, no masculino, com tempo de 01:10:14.382, e Janine Rodrigues de Oliveira, no feminino, marcando 01:26:00.219. Somando todas as categorias, foram 1.730 pessoas inscritas nas provas de corrida. A Bonito 21K é oficializada junto à Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), marca que garante aos atletas participantes a aferição e a medição do percurso e a presença de arbitragem especializada para conferência de resultados.

Tudo isso é fruto de um trabalho realizado há sete anos, de forma incansável, pela diretora da prova, Kassilene Cardadeiro, da H2O Ecoturismo, que este ano contou com a realização também da ADAC – Associação Desportiva Atletas de Cristo. Pensada para ser uma prova que viesse de encontro ao apelo turístico da cidade, a ideia era que os corredores pudessem conhecer Bonito em uma época em que não existem tantos eventos de impacto na cidade, sempre na primeira semana de dezembro. E deu certo: hoje milhares de corredores enchem hotéis, pousadas, restaurantes, desfrutam dos passeios e atrativos e, é claro, saem apaixonados por Bonito.

“A comunidade de Bonito sempre me encantou, e nós não fazemos nada sozinhos, então sempre acreditei que o esporte tinha esse poder de unificar as pessoas em prol de um único objetivo. Fico feliz de avaliar, principalmente após as duas últimas edições, como a cidade abraça a prova e como as pessoas saem da nossa corrida muito felizes”, avalia Kassilene.

O sucesso do evento só foi possível graças aos mais de 30 parceiros envolvidos em 2021, a maioria marcas com foco nacional ligadas ao esporte, à saúde e ao bem-estar. “Sem parceiros como Authen, Jungle, BTG Case, Sicredi e tantos outros, nada disso teria acontecido. Queremos que as marcas vistas na Praça da Liberdade durante a Bonito 21K sejam marcas de reconhecimento nacional, ao lado de empresas locais, que sempre estiveram e estarão com a gente”, comenta Kassilene.

7ª edição da Bonito 21K – Foto: Genar – Fotop

Ciclismo fortalecido

Para além da corrida, que já um sucesso de público, esse ano houve um grande interesse em trazer as provas de ciclismo de estrada (mountain bike e speed) para os holofotes. No domingo, mais de 300 ciclistas se posicionaram na estrada para Bodoquena em busca de um lugar no pódio, desafiando o próprio corpo e também o calor intenso da região. O maior desafio foi com certeza a altimetria da jornada, que conta com percursos de 121 quilômetros e de 50 quilômetros.

O vencedor dos 121 km na categoria geral speed masculina foi Leonardo Tavares Pereira, de 27 anos. Suado da cabeça aos pés, porém com um sorriso enorme, Leo foi ovacionado em sua chegada na estrada. “A prova é muito dura pela natureza da estrada, pelo vento e pelos atletas empolgados. A equipe fez um trabalho sensacional, a prova é muito bem organizada e dá gosto de vir para encerrar o ano”, pontuou o campeão. Ele ainda afirmou que a cidade encanta e permite um “descanso” para os atletas, pois possibilita levar toda a família. Já a vencedora na categoria geral speed feminina 121 km foi Ingrid Peteira da Silva.

O fortalecimento do ciclismo esse ano também ficou aparente pela presença dos comissários de ciclismo da Associação Brasileira dos Comissários de Ciclismo (ABCC), que puderam trabalhar junto à organização e à Federação de Ciclismo de Mato Grosso do Sul para garantir toda a transparência e a estrutura de arbitragem aos atletas.

Calendário anual

A cada ano, a prova tem se empenhado em trabalhar em um formato de comunidade: a organização realiza um trabalho de escutar o que os atletas querem do evento e como eles esperam a entrega em dezembro. Por isso, o clima nesses três dias foi de intensa emoção. Para a corredora Karen Valézio, que correu os 5 km e fez os 121 km de bike, a corrida é extremamente cansativa, mas completamente recompensadora. “É emocionante e é uma corrida muito desafiadora, o que torna a experiência ainda mais incrível”, define.

Para 2022, a organização deve divulgar a data em breve, mas espera que mais corredores e ciclistas possam conhecer o evento. “Nós passamos muitos meses apenas pensando no que vamos trazer de melhor para essa comunidade, para os parceiros e para todos os envolvidos. E quem passa por aqui sabe: a Bonito 21K é uma experiência muito diferente de tudo que já se viu”, acrescenta Kassilene.

Serviço: A listagem completa de resultados da Bonito 21K já está disponível no site: www.bonito21k.com.br. Mais informações no Instagram @bonito21k.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo