Veículo em alta velocidade atropela pedestres em Wisconsin, nos EUA

Um motorista em alta velocidade ‘invadiu’ na noite deste domingo (21), por volta das 22h30min (horário local), uma rua na cidade de Waukesha, no Estado de Wisconsin, nos Estados Unidos (EUA), atropelando dezenas de pessoas que participavam do evento. O incidente deixou 5 mortos e 40 feridos.

Motorista invadiu neste domingo (21) uma rua em Waukesha, no Estado de Wisconsin (EUA) e atropelou dezenas de pessoas que participavam de um desfile de Natal. — Foto: Prefeitura da cidade de Waukesha / via AFP Photo

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pelas principais agências internacionais de notícias, aparentemente o motorista teria atropelado propositalmente as pessoas, já que a via pública estava bloqueada, e onde acontecia um desfile de Natal.

Testemunhas disseram que o motorista conduzia um automóvel modelo SUV, e que em determinados momentos acelerava, chegando perto das pessoas que participavam do desfile.

Entre as vítimas há adultos e crianças, sendo que 12 menores de idade ficaram feridos. Todos os feridos foram socorridos e encaminhados a hospitais da cidade.

O motorista foi detido e levado para uma delegacia de polícia da cidade, aonde permanece sob custódia. A residência dele está sendo vistoriada.

Imagem de câmera de monitoramento mostra o veículo SUV, envolvido no incidente do desfile em Waukesha, Wisconsin (EUA), amassado — Foto: Eric Dundt / AFP Photo

O chefe da polícia de Waukesha, Dan Thompson, disse que um veículo na cor vermelha ‘invadiu’ o desfile tradicional da cidade, que estava acontecendo no subúrbio de Milwaukee, atropelando dezenas de participantes e visitantes.

Equipes das forças de segurança e de emergência foram acionadas e enviadas para o local, que foi isolado e cercado. As motivações para este ataque ainda são oficialmente desconhecidas, mas já estão sendo investigadas.

O governador de Wisconsin, Tony Evers, lamentou o ocorrido e disse que ele e a esposa estão “orando por Waukesha e por todas as crianças, famílias e membros da comunidade afetados pela tragédia”.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo