Atentado deixa 1 morto e 4 feridos em Jerusalém, na Palestina/Israel

Um ataque a tiros ocorrido na manhã deste domingo (21) na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, na Palestina/Israel, causou a morte de pelo menos uma pessoa e deixou outras quatro feridas. O suspeito, um palestino de 42 anos, foi morto por policiais israelenses.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o ataque aconteceu na entrada da Esplanada das Mesquitas, localizada na cidade velha. O local é um santuário conhecido pelos judeus como Monte do Templo e pelos mulçumanos como Nobre Santuário.

Ataque a tiros deixa 1 morto e 4 feridos em Jerusalém, na Palestina/Israel. O suspeito foi morto pela polícia israelense. — Foto: Mahmoud Illean/AP

Equipes de emergência e as forças de segurança de Israel foram mobilizadas e enviadas para o local, que foi esvaziado, isolado e cercado. Apenas paramédicos e policiais podem se aproximar da região.

O agressor foi identificado como sendo um palestino de 42 anos, que reside em Jerusalém Oriental. As motivações do ataque ainda são desconhecidas, mas já estão sendo investigadas.

Familiares e amigos do suspeito foram detidos e estão sendo interrogados. A casa onde o agressor mora está neste momento sendo revistada.

Entre os feridos há dois policiais israelenses, que já foram socorridos e levados a um hospital de Jerusalém. A vítima fatal foi identificada como sendo um homem de 30 anos.

O local do atentado e a Esplanada das Mesquitas ficam localizados nas proximidades do Muro da Lamentações, aonde centenas de judeus se reúnem para rezar.

A Esplanada das Mesquitas ocupa uma área de aproximadamente 14 hectares e fica localizada na parte alta da Cidade Velha de Jerusalém, no setor oriental, que foi ocupado pelos israelenses e anexado a Israel.

Israel ocupou e anexou Jerusalém Oriental em 1967, durante a Guerra dos Seis dias. Na ocasião, os israelenses aproveitaram para ocupar outros territórios palestinos, como a Cisjordânia e a Faixa de Gaza e, deste então, os palestinos perderam seu país.

A Organização das Nações Unidas (ONU) e a Comunidade Internacional não reconhecem Jerusalém como sendo a capital de Israel e sempre se mostram contra as anexações de territórios palestinos.

Israel, com a ajuda dos Estados Unidos (EUA), tem desrespeitado todas as resoluções da ONU e qualquer tentativa de obrigar os israelenses a respeitarem os palestinos, tem sido vetada pelos norte-americanos no Conselho de Segurança da entidade, já que o Governo Americano possui poder de veto.

Com informações das Agências France Presse, Reuters e Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo