Furacão Ida atinge os EUA e provoca inundações e alagamentos em Louisiana

O Furacão Ida chegou aos Estados Unidos (EUA) na tarde deste domingo (29), trazendo em seu bojo chuvas torrenciais e intensas rajadas de vento. O fenômeno climático atingiu a categoria 4 e passou próximo a cidade de Port Fourchon, no Estado da Louisiana, causando destruição e inundações.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o furacão trouxe ventos de até 240 km/h e atingiu um importante porto petrolífero. A região foi evacuada a tempo e não houve vítimas.

Estado da Louisiana após a passagem do Furacão Ida – Foto: Marco Bello/Reuters

O Furacão Ida tocou o solo do Estado da Louisiana por volta das 12h15min (horário local) e provocou uma intensa e perigosa tempestade de categoria 4, uma das mais alta e devastadoras.

O Centro Nacional de Furacões (NHC – sigla em inglês) emitiu uma alerta para todo o Estado da Louisiana, recomendando as pessoas para que não saiam de casa, mas caso seja necessário, para procurarem abrigos públicos. O alerta informa ainda que o fenômeno é devastador e extremamente perigoso, podendo provocar danos catastróficos, além de inundações e alagamentos.

O Ida chega ao Sul da Costa dos EUA exatamente 16 anos depois da passagem do Furacão Katrina, que devastou a região em agosto de 2005.

As fortes chuvas que começaram a cair sobre Louisiana entre a noite de sábado (28) e a madrugada de domingo (29) já vinha provocando chuvas intensas e fortes rajadas de vento, afetando várias cidades do Estado.

As ruas de Nova Orleans, por exemplo, amanheceram desertas, e ficaram vazias praticamente durante todo o dia. Muitos moradores aproveitaram para colocar tapumes nas janelas e portas.

Outros, no entanto, preferiram colocar sacos de areia na entrada das casas, afim de evitar possíveis alagamentos de suas moradias.

O Porto Fourchon, localizado no Golfo do México, foi diretamente afetado pelo furacão, que trouxe consigo fortes rajadas de vento de aproximadamente 240 km/h.

Lembrando que Fourchon é a base terrestre do Louisiana Offshore Oil Port (LOOP), um dos maiores terminais de petróleo bruto de propriedade privada dos EUA. As entregas foram interrompidas antes da chegada da tempestade. Isso porque as previsões indicaram possíveis impactos em suas áreas operacionais.

O governador de Louisiana, John Bel Edwards, disse em entrevista coletiva que o Furacão Ida iria provocar uma das maiores tempestades já vistas desde a década de 1850. A fala dele, no entanto parece que não vai se concretizar.

Já o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que “o [Furacão] Ida é uma tempestade que ameaça vidas”, e que “continuar devastando tudo aquilo com o que faz contato”.

Biden declarou ainda que o furacão provavelmente fará novas vítimas podendo ocasionar um colapso na saúde, já que os hospitais estão lotados com pacientes com Covid-19.

As autoridades de Louisiana pediram a população de cidades mais propensas a inundações de catástrofes que deixem as regiões o mais rapidamente possível, se abrigando em casas de parentes e amigos, ou em abrigos públicos.

A maioria dos moradores está seguindo as recomendações das autoridades e já começam a deixar algumas cidades. Trata-se, sem dúvida, de um novo recorde de pessoas nas rodovias de saída de Nova Orleans. Há relatos de engarrafamentos em várias rodovias e estradas.

Cerca de 365 mil pessoas já estão sem energia elétrica em suas casas de estabelecimentos comerciais no Estado da Louisiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo