Chuvas torrenciais atingem a Europa e deixam 20 mortos na Alemanha e Bélgica

Intensas tempestades estão ‘castigando’ a Europa desde terça-feira (13) e já causaram destruição e mortes em vários países. Há relatos de inundações em países como Alemanha, Bélgica, França e Holanda.

O transbordamento de rios causou enchentes em várias cidades europeias e as violentas correntezas arrastaram pessoas e carros, além de terem derrubado árvores e postes de iluminação pública.

Chuvas torrenciais atingem o Oeste da Alemanha e provoca destruição em Eifel de Schuld, onde o Rio Ahr transbordou, provocado enchente na aldeia. Imagem feita com um drone em 15 de julho de 2021. — Foto: Christoph Reichwein/DPA via AP

Na Alemanha e Bélgica, 20 pessoas morreram e outras 50 encontram-se desparecidas. A Região Oeste da Alemanha é a mais ‘castigada’, com inundações, desmoronamentos de casas, e quedas de árvores e postes.

Já na França e Holanda, as autoridades contabilizaram a morte de oito pessoas e o desaparecimento de outras. Muitos cidadãos se refugiaram nos telhados das casas para escapar das inundações.

Equipes de resgate estão utilizando helicópteros para resgatar as pessoas que permanecem ‘ilhadas’ nos telhados das casas e estabelecimentos comerciais.

Bombeiros e equipes da Cruz Vermelha estão tentando chegar as cidades que permanecem isoladas, como Altena, Wedohl, Rhine-Sieg. As estradas que dão acesso a essas províncias permanecem fechadas em decorrências das enchentes e do deslizamento e terra.

Casas ficaram submersas em Erdorf, na Alemanha. — Foto: Harald Tittel/DPA via AP

As autoridades alemãs estão pedindo aos moradores que permaneçam em casa e que esperem a chegada das equipes de resgate. Se possível, é para os cidadãos subirem para os andares mais altos e esperarem a chegada dos socorristas.

Em Wuppertal, na Alemanha, as autoridades locais emitiram um alerta para a possibilidade de uma barragem se romper. Ainda não foi dada ordem para evacuação da cidade.

Na Região Sul da cidade de Colônia, as autoridades policiais determinaram a evacuação de vários vilarejos que ficam localizados próximos ao Reservatório de Steinbachtal, que ameaça se romper a qualquer momento.

Na Bélgica, as chuvas torrenciais atingem principalmente as cidades localizadas na Região Leste do país, onde uma pessoa morreu afogada.  Os rios voltaram a subir significativamente e podem transbordar a qualquer momento.

Cerca de 10 casas desabarem na cidade de Pepinster, depois que o Rio Vesdre transbordou, provocando inundações em vários pontos.

Homem é visto caminhando próximo a carros danificados pela água em uma rua inundada em Mery, na província de Liege, na Bélgica. — Foto: Valentin Bianchi/AP

As principais rodovias belgas localizadas nas Regiões Sul e Leste do país permanecem bloqueadas devido a inundações e quedas de barreiras.

Os serviços ferroviários e metroviários estão temporariamente suspensos, em decorrência de alagamentos das linhas férreas e túneis.

Em Liége, principal cidade belga, o Rio Meuse transbordou, alagando várias ruas e avenidas. O temor é que o nível de água suba ainda mais, ameaçando completamente toda a cidade.

O Nordeste da França também foi atingindo pelas intensas chuvas. Dezenas de estradas foram fechadas e centenas de árvores caíram, algumas sobre vias públicas e edificações.

Uma rota de trem para Luxemburgo foi interditada e os bombeiros iniciaram a evacuação de dezenas de moradias que ficam localizadas na fronteira com a Alemanha e Luxemburgo.

O Serviço de Meteorologia da França divulgou um alerta prevendo mais chuvas intensas nesta quinta-feira (15), principalmente na Região de Marne.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo