SRCG apresenta demandas à Secretaria de Infraestrutura de MS

O presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho (SRCG), Alessandro Coelho, apresentou as principais demandas dos associados, ao Secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel. Melhorias em trechos da MS-258, MS-060, MS-080 e MS-040 contemplam os pedidos do SRCG ao Governo do Estado. A reunião ocorreu nesta quarta-feira (17), intermediada pela Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul.

“Apresentamos ao secretário algumas das demandas que chegam ao Sindicato, ligadas à estrutura das estradas. São manutenções, pavimentação e trechos curtos e pontes, problemas de fácil solução. A resposta foi positiva e devemos trabalhar em conjunto na solução.”, explica Alessandro Coelho.

Foto: Divulgação

Entre as demandas atendidas pelo secretário está o acompanhamento mensal dos recursos do Fundersul destinados aos municípios. “Fizemos essa solicitação levando em conta que muitos dos problemas estão em estradas municipais e gostaríamos de acompanhar de perto, onde os municípios estão investindo os recursos do Fundo. É primordial que as estradas vicinais tenham assistência para a dinamicidade da agropecuária”, completa o presidente do SRCG.

O secretário, Eduardo Riedel, deu um retorno sobre cada demanda específica do SRCG. Sobre a MS-258 sinalizou que já está em obras, levando em conta sua importância como rota de escoamento. Já o trecho que liga a MS-060 e BR-163 o governo estadual está em alinhamento com o governo federal para o desenvolvimento da rota. Na MS-080 foi realizado um tapa buracos recentemente, enquanto na MS-040 os danos são justificados pelo alto fluxo de caminhões pesados. Esta rodovia já foi recuperada parcialmente, mas será necessário um projeto maior.

“A infraestrutura favorece ou inibe o progresso. Está ligada diretamente ao desenvolvimento da agropecuária. Se avaliarmos Mato Grosso do Sul, nos últimos vinte anos, quanto ao uso e ocupação do solo, notamos uma evolução incrível na pecuária e agricultura. O setor foi mais rápido que a capacidade do Estado de contribuir com a infraestrutura”, relatou Riedel, sinalizando que trabalha sob a meta de contribuir com a mudança desse cenário e apresentando sua abertura de discutir as prioridades com o setor produtivo.

Neste sentido o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, esclareceu que “a secretaria de infraestrutura do estado, tem auxiliado de maneira eficaz a demanda do produtor rural”, afirmou ao lembrar da confiança do setor agropecuário ao nome do secretário.

Também participaram da reunião os presidentes de sindicatos João Nelson Lyrio (Bandeirantes), Henrique Vargas Ezoe (Rio Negro) e Lucicleiton Cirino da Rocha (Terenos), o diretor-tesoureiro do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni, e o diretor-secretário, Frederico Stella.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo