Porta de avião se abre e cai durante voo na Alemanha

Um avião cargueiro modelo Boeing 757 perdeu uma das portas em pleno voo logo após decolar do Aeroporto Internacional de Leipzig, em Halle, no Leste da Alemanha. O sistema de abertura do compartimento de cargas registrou uma abertura indevida, se soltando e caindo em pleno voo. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.


Legenda: Um avião de carga modelo Boeing 757 F perdeu uma das portas em pleno voo em Leipzig, no Leste da Alemanha – Foto: Timmo. Capt Yank&Bank

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o incidente aconteceu minutos após a decolagem, tendo o piloto solicitado a torre de controle permissão para realizar uma aterrissagem de emergência.

O avião 757F pertence a Empresa DHL e decolou por volta das 05h32min (horário local), com destino para Frankfurt, também na Alemanha. Antes que pudesse chegar ao destino, os pilotos perceberam a falha mecânica e tentaram pousar em segurança, mas a porta se soltou e caiu no solo a uma altitude de 1.600 metros (5.300 pés).

Os tripulantes declaram situação de emergência e retornaram imediatamente ao Aeroporto de Leipzig, pousando em segurança por volta das 05h45min (horário local).

Equipes de emergência foram acionadas, mas não precisaram entrar em ação. A aeronave ainda permaneceu na pista do aeroporto por mais de 30 minutos, até ser rebocado para um dos hangares.

O avião estava realizando um voo de translado de Leipzig para Frankfurt, quando ocorreu o problema. O pouso aconteceu na mesma pista da decolagem, porém no sentido contrário.

O Escritório Federal de Investigação de Acidentes Aeronáuticos (BFU) da Alemanha vai investigar o incidente, apesar de não ter havido vítimas. O caso é considerado grave e será analisado por uma comissão formada por técnicos e peritos.

A abertura de portas de aeronaves em pleno voo é considerada um evento raro, visto a grande preocupação dos fabricantes e da tripulação. Porém quando ocorre, é considerado gravíssimo.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo