Explosão de carro-bomba deixa 9 mortos e 20 feridos no Afeganistão

O atentado aconteceu em Cabul, capital do país e um dos feridos é um membro do Parlamento.

Um carro-bomba foi detonado na manhã deste domingo (20) em Cabul, capital do Afeganistão, deixando pelo menos 9 mortos e mais de 20 feridos. Até o momento nenhum grupo assumiu a autoria do ataque.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o atentado ocorreu próximo ao Parlamento Afegão e entre as vítimas estão mulheres e crianças.

Ataque ocorrido na manhã deste domingo (20) em Cabul, capital do Afeganistão, causou a morte de nove pessoas e deixou pelo menos 20 feridos – Foto: Mohammad Ismail/Reuters

Equipes de resgate, policiais e membros das Forças de Segurança foram mobilizadas e enviadas para o local do ataque, foi isolado e cercado. Apenas veículos oficiais podem se aproximar.

O ministro do Interior do Afeganistão, Massoud Andarabi, disse em entrevista coletiva que entre as vítimas há mulheres, crianças e membros do Parlamento.

Acredita-se que o Parlamento Afegão tenha sido o alvo do ataque, porém as autoridades não confirmam a informação. O deputado Khan Mohammade Wardak, chefe do Partido da Independência Nacional, ficou ferido no atentado ocorrido hoje.

As autoridades afegãs ainda não sabem dizer se os explosivos estavam em um veículo estacionado em frente ao prédio do Parlamento, ou se estava trafegando pela via pública. Até o momento nenhum suspeito foi identificado e/ou preso.

Apesar das autoridades afegãs não terem provas concretas, o ministro Massoud Andarabi criticou o Talibã, e o acusou de ter assassinado 487 civis e de ter deixado pelo menos 1.049 feridos durante 35 ataques suicidas realizados pelo grupo nos últimos meses. O talibã é considerado por muitos como um grupo terrorista.

Na última sexta-feira (18), por exemplo, um atentado terrorista matou dezenas de crianças durante uma cerimônia religiosa que estava sendo realizada na província de Ghazni, Região Central do Afeganistão. O Talibã também não assumiu a autoria do ataque.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo