Novos deslizamentos de terra são registrados em Brumadinho (MG)

Novos deslizamentos de terra foram registrados na tarde desta sexta-feira (18) no Córrego do Feijão, localizado no município de Brumadinho, em Minas Gerais, na mesma região onde em 2019 ocorreu o rompimento da barragem da Vale Mineradora, e que causou a morte de 270 pessoas.

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Comando Geral da Polícia Militar (CGPM) de Minas Gerais, equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram mobilizadas e enviadas para o local.

Bombeiros realizam nesta sexta-feira (18) os trabalhos de busca e salvamento por vítima de um novo deslizamento de terra em Brumadinho (MG) – Foto: CBMMG/Divulgação

Testemunhas disseram que no local estava trabalhando vários operários, e que um deles, que conduzia uma retroescavadeira, foi soterrado. A vítima permanece desaparecida.

Segundo os bombeiros, a região onde aconteceu o novo acidente é de operação da Vale, mas a vítima é um funcionário de uma empresa terceirizada. A identidade dela ainda não foi divulgada.

Ainda segundo informações dos bombeiros que trabalham na região, o material que cedeu sobre a retroescavadeira é composto por terra e pedras de minérios de ferro, tendo o peso rompido a estrutura da cabine do veículo, provocando a morte do operário.

O acidente aconteceu em uma área de descartes de materiais e não na região onde ocorreu o rompimento da barragem em janeiro de 2019.

A área onde aconteceu o acidente hoje foi totalmente isolada e o Corpo de Bombeiros informou que enviou para o local cinco viaturas. Já o Samu enviou duas equipes.

Neste momento chega à redação do Campo Grande Notícias, a informação de que os bombeiros conseguiram chegar aos destroços da retroescavadeira. A prioridade agora é a e resgatar o corpo da vítima.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais retomou em agosto deste ano as buscas por vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho.

As buscas haviam sido suspensas em decorrência da pandemia do Coronavírus (Covid-19). Os trabalhos foram retomados seguindo todos os protocolos de biossegurança.

Com informações da Assessoria de Comunicação do CGPM/MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo