Explosão em estação de água deixa mortos e desaparecidos na Inglaterra

Uma forte explosão atingiu na manhã desta quinta-feira (03) uma estação de tratamento de água em Bristol, no Sudoeste da Inglaterra, deixando dezenas de vítimas. As causas do incidente ainda são desconhecidas, mas já estão sendo apuradas.

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pelas principais agências internacionais de notícias, a explosão aconteceu na Região Industrial de Avonmouth.

Uma forte explosão atingiu nesta quinta-feira (3) um tanque da estação de tratamento de água em Bristol, na Inglaterra — Foto: Ben Birchall/PA via AP

Equipes de resgate, da polícia e dos bombeiros foram mobilizadas e enviadas para o local, que foi completamente isolado. Os bombeiros estão tentando controlar as chamas, com o objetivo de permitir o trabalho das equipes de resgate.

Testemunhas disseram que existem pessoas presas sob os escombros, mas as equipes de resgate não podem se aproximar devido ao fogo e ao intenso calor.

Um helicóptero está sobrevoando a área para tentar localizar possíveis vítimas que possam estar em locais mais remotos.

A polícia bloqueou todas as ruas de acesso a Estação de Tratamento de Água de Bristol. As autoridades locais ainda não informaram se o abastecimento de água foi interrompido na cidade.

Um dos galpões ficou parcialmente destruído após explosão desta quinta-feira (3) — Foto: Twitter/@jawadburhan98/via Reuters

As causas da explosão ainda são oficialmente desconhecidas, mas elas já estão sendo investigadas. Uma das hipóteses pode ser a quantidade de materiais inflamáveis existente em uma das instalações de tratamento de água e esgoto que fica localizada próxima ao tanque que explodiu.

Os policiais ingleses disseram que, apesar dessa possibilidade, não existe risco a saúde pública.

Inicialmente o local foi identificado como um armazém, uma espécie de galpão localizado dentro da estação de tratamento de água e esgoto.

As autoridades locais estão tentando descobrir que tipo de materiais estavam guardados no local.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo