DOF apreende cerca de 8 toneladas de maconha na MS-485, próximo a Amambai (MS)

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) de Mato Grosso do Sul divulgou na manhã desta quinta-feira (26), a informação de que policias do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) realizaram no último fim de semana mais uma etapa da Operação Hórus, na qual apreenderam mais de oito toneladas de maconha.

De acordo com informações da Sejusp, a primeira apreensão aconteceu por volta das 08 horas (horário de MS) de sábado (21), no município de Coronel Sapucaia, quando policiais realizavam um patrulhamento ostensivo na linha internacional.

Foto: DOF/MS – Divulgação

Os policiais avistaram uma carreta modelo Volvo trafegando em sentido contrário e sinalizaram para que o condutor parasse o veículo. O motorista freou bruscamente e abriu a porta, fugindo correndo em direção a um matagal existente as margens da rodovia MS-485, nas imediações de Amambai.

Buscas foram realizadas na região, mas o suspeito não foi encontrado. Na carreta, escondidos sob uma carga de areia, foram encontradas e apreendidas 2,81 toneladas da droga, que foram encaminhados para a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron).

No domingo (22), por volta das 05h25min (horário de MS), os policiais do DOF avistaram mais uma carreta, desta vez na Rodovia MS-156, nas imediações do município de Caarapó. Nela foram encontrados e apreendidos mais fardos de maconha.

Um veículo de passeio, modelo Renault Scenic, conduzido por um jovem de 25 anos, trafegava pela mesma rodovia e também foi parado na blitz. O rapaz, que estava excessivamente nervoso, entrou em contradição e, por essa razão, os policiais decidiram vistoriar o carro.

Nele foram encontrados e apreendidos 519,4 kg de maconha e 95, 4 kg de Skank. O jovem recebeu voz de prisão, e juntamente com o veículo e as drogas, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado por tráfico de drogas.

Em depoimento, o rapaz disse que pegou o carro já ‘preparado’ em Coronel Sapucaia (MS), com o objetivo de levá-lo para Dourados (MS), onde iria receber o pagamento pelo ‘serviço’.

Com informações da Assessoria de Comunicação da SEJUSP/MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo