Furacão Iota atinge categoria 5 e devasta ilha colombiana no Pacífico

O Furacão Iota atingiu na manhã desta terça-feira (17) a Colômbia e devastou uma ilha localizada no Oceano Pacífico. Ainda não há informações sobre vítimas, mas acredita-se que dezenas de pessoas tenham morrido.

Furacão Iota atinge categoria 5 e devasta ilha colombiana no Pacífico – Foto: Luis Guillermo Ferrebus/Reuters

A Ilha de Providência foi completamente devastada e já havia sido atingindo há cerca de duas semanas pelo Furacão Eta. Equipes de resgate foram mobilizadas e enviadas para a região.

Há cerca de duas semanas, a passagem do Furacão Eta causou a morte de 200 pessoas e deixou 150 desaparecidos. Ao todo, a tormenta afetou diretamente, 2,5 mil pessoas.

O furacão segue seu caminho e está se dirigindo para a Nicarágua, que já está se preparando para a chegada da tormenta. Moradores que residem no litoral estão sendo evacuados e levados para abrigos públicos.

As chuvas torrenciais, seguidas por raios, trovões e fortes rajadas de vento, de aproximadamente 250 km/h, estão devastando imensas áreas do país. Árvores, postes e placas de sinalização foram derrubados e dezenas de casas foram destelhadas.

O Furacão Iota é o 13º da atual temporada, e está sendo considerado o mais devastador até o momento.

Imagem mostra um barco danificado em Puerto Cabezas, na Nicarágua, em meio à chegada do furacão Iota — Foto: Wilmer Lopez/Reuters

Informações dos serviços de meteorologia da Colômbia, Nicarágua e Honduras informaram que o furacão atingiu a costa colombiana a cerca de 45 km ao Sul da cidade de Puerto Cabezas, também conhecida como Bilwi, na Nicarágua, causando destruição e vítimas.

Há risco de alagamentos, inundações, deslizamentos de terra e desabamentos de imóveis nos três países. A orientação das autoridades é para que todos saiam de suas moradias que ficam localizadas em áreas de risco.

Milhares de pessoas estão sendo retiradas de suas casas e sendo levadas para abrigos públicos e particulares. Escolas e igrejas estão sendo transformadas em abrigos temporários.

Centenas de indígenas da etnia Miskitos e afrodescendentes, residentes no Bairro El Muelle, na Costa do Bilwi, esperaram assustados a chegada das equipes de resgate. Todos estão sendo removidos da região e sendo levados para uma área segura.

Neste momento chega à redação do Campo Grande Notícias, a informação de que a Colômbia e a Nicarágua decretaram estado de emergência e estão solicitando ajuda internacional.

Um morador observa assustado a passagem do furacão Iota pela ilha colombiana de San Andrés — Foto: Reuters

Em Honduras, o Iota provocou chuvas torrenciais e fortes rajadas de vento, principalmente nos Estados de Gracias a Dios. Cólon, Olancho e Atlántida.

No Panamá, o Furacão Iota atingiu as províncias de Chiriquí e Boca del Toro, provocando destruição e mortes e deixando dezenas de feridos.

Na Colômbia, o Furacão atingiu principalmente a Ilha da Providência, que se encontra arrasada e sem comunicação.

O presidente do Banco Centro-Americano de Integração Econômica (Cabei), Dante Mossi, declarou que em breve a entidade enviará aos países atingidos pelo Iota cerca de US$ 2,5 bilhões para restaurar em caráter de emergência, a infraestrutura das cidades, as barragens e reconstruir as moradias mais atingidas.

Com informações das Agências Reuters e Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo