Morre nas Bahamas o ator Sean Connery, um dos ícones do cinema mundial

Morreu na madrugada deste sábado (31), aos 90 anos, nas Bahamas, o ator e diretor Sean Connery, um dos ícones do cinema mundial. Ele faleceu dormindo, segundo informações da família.

De acordo com informações das principais agências internacionais de notícias, o ator Sean Connery já não estava bem, segundo informou um dos filhos dele. “Ele estava mal havia algum tempo”.

Sean Connery em vários momentos – Fotos: Divulgação

Em quase 60 anos de carreira, Sean Connery atuou em mais de 90 filmes e venceu 30 prêmios internacionais, incluindo o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por ‘Os Intocáveis’, produzido em 1987.

Ao longo de quase 60 anos de carreira, Sir Sean Connery atuou em sete filmes da saga do espião 007, ou James Bond, como ficou mais conhecido. Foi apontado por uma pesquisa como o melhor James Bond do cinema.

Como James Bond (007), atuou nos clássicos: “O satânico Dr. No” (1962), “Moscou contra 007” (1963), “007 contra Goldfinger” (1964), “007 Contra a chantagem atômica” (1965), “Com 007 só se vive duas vezes” (1967), “007 – Os diamantes são eternos” (1971) e “007 – Nunca mais outra vez” (1983).

O sucesso como James Bond lhe rendeu bons papéis no cinema e, consequentemente, uma carreira bem-sucedida. Entre seus trabalhos memoráveis estão: “Marnie, Confissões de uma Ladra” (1964), de Alfred Hitchcock, “A colina dos homens perdidos” (1965), “Assassinato no Expresso Oriente” (1974), “O homem que queria ser rei” (1975), “O Vento e o Leão” (1975), “Highlander: O guerreiro imortal” (1986) e “Caçada ao Outubro Vermelho” (1990).

Sean Connery também atuou no clássico “Os Intocáveis” (1987), de Brian de Palma, pelo qual venceu o Oscar Melhor Ator Coadjuvante.

Outro filme em que atuou, e que merece destaque, é “O Nome da Rosa” (1986), uma adaptação livre da obra de Umberto Eco. Ele fez o personagem William von Baskerville, e tinha como pupilo o jovem Adson de Mell, magistralmente interpretado pelo ator Christian Slater.

O último longa-metragem em que Sean Connery atuou foi “A Liga Extraordinária” (2003), como o caçador Allan Quatermain.

Sean Connery deixa a esposa, a atriz Micheline Roquebrune, o filho Jason Connery e o neto Dashiell.

A Assessoria de Imprensa do ator Sean Connery ainda não divulgou onde serão realizados o velório e o sepultamento.

Trailer do filme ‘O Nome da Rosa’:

Com informações das Agências Reuters e Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo