EUA liberam documentos sobre Chile durante governo Allende

O Departamento de Estado americano anunciou nesta sexta-feira (23) a publicação do Volume 21 de sua enorme coleção sobre Relações Exteriores, compilando quase 400 documentos relativos ao Chile durante o governo do falecido socialista Salvador Allende.

Imagem de agosto de 1973 mostra o general chileno Augusto Pinochet (à esquerda) e o presidente Salvador Allende, em cerimônia de nomeação Pinochet como comandante-chefe do Exército. (Foto: Enrique Aracena / Arquivo/ AP Photo)

O volume de 1.045 páginas documenta a Política Externa dos Estados Unidos para o Chile “entre 20 de janeiro de 1969 a 24 de setembro de 1973, quando o governo de (Richard) Nixon anunciou a extensão de seu reconhecimento diplomático à junta militar sob o general Augusto Pinochet”, informou o Departamento.

O livro reúne todos os documentos “desclassificados” disponíveis, provenientes de diversas áreas do governo, incluindo “cables” (os telegramas diplomáticos) do Departamento para a embaixada em Santiago, transcrição de reuniões reservadas e até memorandos da Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) previamente liberados.

O último documento do volume é exatamente um memorando interno da CIA, datado de 25 de setembro de 1973, no qual se põe fim a um programa sigiloso, aprovado em agosto passado, para financiar “partidos políticos e organizações do setor privado” opositores ao governo de esquerda de Salvador Allende (1970-73).

O Departamento de Estado explicou que o foco do volume é “nas atitudes adotadas e nas ações tomadas pelo governo diante da instalação de dois sucessivos presidentes chilenos: a eleição de Salvador Allende (…) e o golpe de Estado militar do general Augusto Pinochet”.

Editado pelo Escritório do Historiador do Departamento, o volume será acompanhado, este ano, por outro conjunto de documentos que serão postos à disposição on-line.

O socialista Allende assumiu a presidência do Chile em 3 de novembro de 1970 e foi derrubado pelo sangrento golpe liderado pelo general Pinochet em 11 de setembro de 1973. Nesse dia, Allende se suicidou durante a resistência no interior da casa de Governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo