Professor da UEMS alerta para cuidados redobrados em período de tempo seco

Com previsões de temperaturas altas e baixa umidade do ar para todo o estado de Mato Grosso do Sul, professor da UEMS alerta para cuidados com a saúde, principalmente de crianças e idosos.

Campo Grande (MS) – Foto: Álvaro Barbosa

Segundo as previsões meteorológicas, Mato Grosso do Sul, assim como outros estados do Centro-Oeste enfrentarão altas temperaturas e baixa umidade do ar nas próximas semanas. Essas condições climáticas demandam de cuidados especiais com a saúde, segundo alerta o professor do curso de Medicina da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Leandro Silva de Brito, médico pediatra, alergista e imunologista.

Leandro explica que as vias aéreas são as mais afetadas em nosso corpo, durante o clima muito seco. “Nossos brônquios e pulmão têm uma temperatura ideal e uma umidade ideal para que na hora que chegue o ar seja possível fazer nossas trocas gasosas. Essa temperatura ideal é na faixa de 36 graus e a umidade na faixa de 60%. Quando estamos enfrentando um clima muito seco, precisamos tentar equilibrar e quem acaba sofrendo com isso são as nossas narinas, nossas fossas nasais que começam a tentar produzir mais muco para tentar fluidificar”, explica o professor Leandro.

De acordo com informações do Cemtec (Centro de Monitoramento do tempo e do Clima (Cemtec) o céu deve variar entre claro a parcialmente nublado em todas as regiões. A umidade relativa do ar fica entre 15 e 50%, considerado estado de alerta pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Foto: Divulgação

Entre os cuidados listados pelo médico, para amenizar esse problema, estão: beber bastante líquido, água, suco natural, água de coco, manter uma alimentação balanceada, com alimentos refrescantes como frutas mais suculenta, verduras. Também é importante manter a casa bem limpa, evitando passar vassoura. “Com o tempo seco, a poeira acaba se depositando sobre o chão, sobre as mesas, cadeiras e quando usamos a vassoura, ela acaba jogando para cima a poeira e isso pode piorar a respiração. O melhor é passar um pano úmido no chão e nos móveis diariamente, além de colocar bacias e toalhas molhadas que podem umidificar o ambiente”, recomenda Leandro.

Os cuidados com as crianças e os idosos devem ser redobrados, segundo o professor Leandro. A recomendação é que lubrifique o nariz com soro fisiológico várias vezes ao dia. Outra recomendação é evitar a prática de esportes entre às 10 horas e 16 horas, horário em que o sol é mais intenso. “Nos dias muito quentes e muito seco, é recomendável não fazer atividade, deixando para outros dias. É importante também sempre usar o protetor solar e evitar banhos longos para não retirar a hidratação natural da pele”, alerta Leandro de Brito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo