SUV da Toyota está pronto para enfrentar as crateras da Lua em missão da Nasa

Agência espacial planeja utilizar o veículo japonês para transportar os astronautas que realizarão a exploração da superfície lunar

O Jipe desenvolvido pela Toyota transportará astronautas da NASA em 2024 (Foto: Divulgação)

O Jipe desenvolvido pela Toyota transportará astronautas da NASA em 2024 (Foto: Divulgação)

Até onde sabemos, a Toyota não realizou testes em algumas ruas do Brasil para verificar se o seu novo veículo espacial está preparado para enfrentar as crateras da Lua. Mas bem poderia, dados os nossos buracos. De qualquer modo, a fabricante é a mais cotada para ser a fornecedora do meio de transporte para os astronautas que realizarão missões em nosso satélite natural.

Em conferência realizada na última semana, pesquisadores da Nasa afirmaram que estão trabalhando em conjunto com a Jaxa (a agência espacial japonesa) para colocar o jipe da Toyota na Lua até 2025.

A montadora desenvolve o projeto de um veículo espacial desde 2019, quando anunciou a criação de um modelo de seis rodas especialmente pressurizado e que funciona a partir de células elétricas alimentadas a partir da luz solar – a ideia é que o jipe tenha até 10 mil quilômetros de autonomia para permitir que os astronautas contem com um grande alcance de exploração.

Jipe Lunar desenvolvido pela Toyota (Foto: Divulgação)

Jipe Lunar desenvolvido pela Toyota (Foto: Divulgação)

O maior desafio da Toyota é produzir um veículo completamente seguro (que proporcione as condições adequadas de pressurização e oxigenação para manter a integridade dos astronautas) e que seja bastante resistente para dar conta das características da Lua. Além das crateras, o nosso satélite natural tem um sexto de gravidade da Terra e conta com alta radiação e variações de temperatura extremas.

A ideia do programa espacial da Nasa é levar o jipe lunar a partir de 2025, um ano após o início da Missão Artemis – que tem o objetivo de transportar um humano para a Lua pela primeira vez em 50 anos.

Jipe lunar funcionará a partir de células de energia alimentadas por luz solar (Foto: Divulgação)

Jipe lunar funcionará a partir de células de energia alimentadas por luz solar (Foto: Divulgação)

Na mitologia grega, Artemis é a irmã do deus Apolo (nome dado ao programa espacial da década de 1960 que culminou na chegada da humanidade à superfície lunar, em 1969). O nome do programa espacial não é por acaso: a Nasa afirma que, pela primeira vez na história, uma mulher participará da missão de exploração da Lua.

O desenvolvimento de um veículo capaz de desbravar o satélite também faz parte dos planos de expandir as viagens espaciais para fins comerciais: em 2018, a empresa SpaceX anunciou que o bilionário japonês Yusaku Maezawa será o primeiro turista espacial que terá a honra de ser levado até a Luaa viagem está programa para ocorrer até 2023 e não inclui o “desembarque” na superfície lunar, ficando restrita a uma voltinha pelo satélite a bordo do foguete Big Falcon.

Apesar dos planos da Nasa e das empresas privadas de exploração espacial, o futuro dessas missões ainda é incerto por conta da crise econômica resultante da pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo