Tereza Cristina Katurchi Exner empossada na Presidência do Conselho dos Corregedores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União

Por causa da pandemia de covid-19, a concorrida solenidade de posse da primeira corregedora-geral do Ministério Público do Estado de São Paulo, na tarde de 13 de maio, foi realizada pela primeira vez virtualmente.

A procuradora de Justiça Tereza Cristina Maldonado Katurchi Exner, corregedora-geral do Ministério Público do Estado de São Paulo, foi empossada em solenidade virtual na quarta-feira 13 de maio, na presidência do Conselho dos Corregedores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União. Em razão das medidas de distanciamento social para conter a pandemia de covid-19, o ato solene foi realizado pela primeira vez pela internet, mas a participação de autoridades de todo o Brasil foi bastante concorrido.

Como primeiro presidente do Conselho de Corregedores-Gerais dos Ministérios Públicos, o procurador de Justiça aposentado Carlos Bobadilha Garcia fez uma emocionante fala em que não só se reportou à fundação do conselho, em 1994, em Corumbá, como fez questão de lembrar que a atual presidente é corumbaense e filha do incansável lutador pelas grandes causas esta cidade, Senhor Jorge José Katurchi, hoje com 93 anos de vida, e a Senhora Anna Thereza de Copacabana Rondon Maldonado Katurchi, de saudosa memória.

Bastante emocionada, a procuradora de Justiça Tereza Exner pediu licença ao protocolo e revelou que sua rigorosa formação familiar deu as bases para a trajetória profissional sólida que construiu a milhares de quilômetros de sua terra-natal. Lembrou de sua ascendência de imigrantes, da retidão de caráter de sua ancestralidade brasileira e do legado de Rondon, símbolo da integração territorial e da proteção dos povos originários. Não poupou palavras de gratidão ao pai, Senhor Jorge Katurchi, e à saudosa mãe, Dona Anna Thereza.

Representantes de diversas instituições ligadas ao Judiciário e Ministério Público do país fizeram questão de usar da palavra durante o ato. Mais que oportuna homenagem à primeira mulher corregedora-geral do Ministério Público do Estado de São Paulo, um justo reconhecimento à sua competência e compromisso ético que, em histórica unanimidade, este ano assume presidência desse conselho nacional de corregedores-gerais.

Em um ano em que a defesa do Estado Democrático de Direito se torna prioritária junto à sociedade civil, a assunção da procuradora de Justiça Tereza Cristina Katurchi Exner à presidência do Conselho de Corregedores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União repercute positivamente e cala fundo no coração da cidadania brasileira. Parabéns à Doutora Tereza Cristina, cujo reconhecimento por seus pares em todo o País representa, sobretudo, a realização de um pai nonagenário cioso da ética e incansável lutador do bem-comum, como têm testemunhado nestes 26 anos os participantes do Pacto pela Cidadania, sob as bênçãos do hoje saudoso Dom José Alves da Costa, Bispo Emérito de Corumbá e primeiro Coordenador-geral do pioneiro espaço público não estatal no coração do Pantanal e da América do Sul.

*Ahmad Schabib Hany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo