Temporal atinge o Rio de Janeiro e provoca destruição e mortes

Um forte temporal atingiu o Rio de Janeiro neste domingo (1º de março), provocando destruição e mortes. Até o momento as autoridades confirmaram a morte de 2 pessoas e informaram que outras 35 encontram- desalojadas.

De acordo com informações da Defesa Civil do Rio de Janeiro, vias públicas foram alagadas, deixando motoristas e pedestres ‘Ilhados’. Bombeiros foram mobilizados e estão resgatando as vítimas.

O forte temporal danificou várias ruas e avenidas, como a Rua Coronel França Leite, na Baixada Fluminense (RJ) – Foto: Maicon Salles/Cortesia

A Prefeitura do Rio de Janeiro decretou estado de emergência, em decorrência das chuvas e das inundações. Há relatos, ainda não confirmados, de deslizamentos de terra, desmoronamento de muros e quedas de árvores.

Testemunhas disseram que vários veículos foram arrastados pela forte correnteza. Algumas ruas encontram-se intransitáveis, devido aos alagamentos.

Na Região Metropolitana, vários imóveis foram inundados e algumas regiões estão sem energia elétrica. Os moradores desses imóveis estão sendo resgatados e levados para abrigos públicos.

A Defesa Civil informou que 28 sirenes, de 14 comunidades do Rio de Janeiro, foram acionadas até o momento. A prioridade é retirar todos os moradores das áreas de risco.

Equipes da Prefeitura de Queimados trabalham na limpeza das vias públicas – Foto: Prefeitura de Queimados/Divulgação

Por conta do temporal, a Prefeitura colocou o município em estágio de alerta máximo. A previsão para as próximas horas é de mais chuva forte.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, divulgou um comunicado oficial informando que as equipes de resgate já foram mobilizadas, e pediu à população que evite sair de casa.

Estamos em alerta máximo. Nossos órgãos estão preparados para resolver as situações e as nossas equipes estão nas ruas trabalhando. Vamos sair mais fortes de momentos como esses. Evitem áreas de risco, não joguem lixo nas ruas para não entupir os bueiros e atendam às equipes de orientação. Quando soarem as sirenes, se dirijam aos pontos de refúgio“, disse Marcelo Crivella.

Principais Ocorrências no Rio de Janeiro

  • Duas mortes na Zona Oeste
  • Inundações e alagamentos de vias públicas e residências
  • Suspensão do transporte coletivo (BRT, Metrô e Trens)
  • Suspensão das visitas nos presídios da cidade.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta agora a pouco, alertando para a possibilidade de chuvas torrenciais em vários bairros do Rio de Janeiro nas próximas horas.

Com informações das Assessorias da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo