Israel bombardeia a Síria e deixa 1 morto e 12 feridos

O Exército de Israel voltou a realizar na noite deste domingo (23) uma série de bombardeios aéreos na Síria, deixando a Comunidade Internacional indignada e causando a morte de uma pessoa. Outras 10 ficaram feridas.

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pelas principais agências internacionais de notícias, as autoridades israelenses informaram que os alvos foram posições da Jihad Islâmicas na Síria, tendo sido lançados uma série de foguetes, que segundo testemunhas, atingiram também alvos civis.

Israel bombardeou na noite deste domingo (23), alvos na Síria, causando a morte de uma pessoa e deixando dezenas de outras feridas –Foto: Sana / AFP

O governo de Israel confirmou os ataques, mas garantiu que os alvos eram somente da Jihad Islâmica, e não civis. Lembrando que os israelenses não costumam reivindicar os ataques.

Ainda segundo o governo israelense, os ataques foram uma retaliação depois do lançamento de foguetes contra Israel, efetuados por esse grupo sediado na Faixa de Gaza.

Em retaliação (pelo lançamento de foguetes), aviões de combate do exército israelense bombardearam alvos da Jihad Islâmica ao sul de Damasco“, diz parte do comunicado distribuído pelo exército israelense à imprensa internacional.

As forças militares israelenses frequentemente são acusadas de realizar ataques contra alvos na síria, e raramente reivindicam tais ações.

Em nota distribuída à imprensa, o Exército Israelense informou que os alvos eram posições da Jihad Islâmicas onde são fabricadas armas e bombas. Posições na Faixa de Gaza também foram bombardeadas ontem.

A Organização das Nações Unidas (ONU), que possui uma representação na Faixa de Gaza, informou que vários civis ficaram feridos nos ataques. Ainda não há informações sobre possíveis mortes.

Neste momento chega à redação do Campo Grande Notícias, a informação de que militares do Exército de Israel mataram dois palestinos que estavam tentando colocar explosivos próximo a uma barreira de concreto que separa Israel da Faixa de Gaza.

Em nota, a Jihad Islâmica informou que o ataque israelense na Síria causou a morte de Mohamed Al Naem, de 27 anos, membro das Brigadas Al Qods, um de seus braços armados.

Com informações da Agência France Presse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo