As 4 picapes que serão lançadas em 2020

Há opções de todos os tamanhos, das pequenas até as enormes

O ano de 2020 reserva lançamentos de picapes de todos os tipos: compactas, médias e grandes. Entre elas, a mais vendida do Brasil: a nova geração da Fiat Strada.

Nova Fiat Strada terá opção de cabine dupla para cinco passageiros (Foto: Renato Aspromonte)

Fiat Strada

A Strada prestou bons serviços para a Fiat e consumidores por mais de 20 anos. O novo modelo promete manter a boa fama de veículo para trabalho e ficar mais versátil para o lazer. A segunda geração chegará às lojas em abril, mas será lançada no mês anterior.

Também antecipada por apuração, a cabine simples será meio estendida. Há um bom espaço atrás dos bancos e um vidro para dar a sensação de prolongamento. As portas dianteiras, contudo, são do mesmo tamanho das usadas pela versão cabine dupla. Por sua vez, a configuração terá capacidade de levar cinco passageiros e quatro portas.

As lanternas são praticamente da Toro, mas sem invadir a tampa (Foto: Renato Aspromonte)

São duas as opções de motorização: as básicas terão o 1.4 Fire de 88/85 cv e 12,5/12,4 kgfm de torque, tudo para baixar o máximo possível o preço. O propulsor não esbanja para o modelo, mas deve ser retrabalhado para render mais e consumir menos.

A cabine dupla virá sempre com o também conhecido 1.3 Firefly de 109/101 cv e 14,2/13,7 kgfm de torque. Os novos motores turbo 1.0 12V e 1.3 16V não vão equipar o projeto. Uma pena.

Em relação ao tamanho, a Strada fica próxima do porte da Renault Oroch, que tem 4,69 metros de comprimento e 2,82 m de entre-eixos. 

A plataforma inclui elementos dianteiros do Argo e do Uno/Mobi, enquanto a porção traseira se vale de parte do projeto da antiga Strada, com direito ao tradicional eixo rígido do tipo ômega (mais robusto).

RAM 1500

Além da 2500, a RAM terá a 1500 como opção ligeiramente menor. A picape, digamos, média-grande será porta de entrada para a marca de utilitários do grupo FCA. O lançamento, porém, ainda não tem data definida. Esperamos que aconteça no segundo semestre do ano.

RAM 1500 terá motor V6 3.0 turbodiesel (Foto: Divulgação)

RAM 1500 terá motor V6 3.0 turbodiesel (Foto: Divulgação)

Nos Estados Unidos, a capacidade de carga é de 750 kg, chamado popularmente de 3/4 de tonelada. Talvez isso favoreça a homologação da versão com motor 5.7 Hemi a gasolina de 395 cv.

Para os fãs dos motores diesel, o novo 3.0 V6 de 264 também será uma opção por aqui. Mas essa configuração terá que levar 1 tonelada para atender aos requisitos da legislação para veículos diesel do Brasil.

A tração, claro, será 4X4. E a carteira de motorista exigida pode ser a B (de carros de passeio) e não a C, exigida pela RAM 2500 e por outros veículos com peso bruto total (PBT) ultrapasse 3,5 toneladas.

Mitsubishi L200 Triton

Lançada em 2015, a quinta geração da L200 Triton passou por um profundo facelift no exterior. Mas as mudanças introduzidas em 2018 vão demorar mais um pouco para chegar ao Brasil. Previsto para o final de 2020, o facelift vai mudar bem as feições do modelo, cujo estilo foi considerado contigo à época do lançamento.

Mitsubishi L200 Triton Sport facelift será lançada no segundo semestre (Foto: Divulgação)

Mitsubishi L200 Triton Sport facelift será lançada no segundo semestre (Foto: Divulgação)

A principal mudança é a adoção de faróis divididos, cuja parte superior também incorpora os LEDs de rodagem diurna. As lanternas também ganharam iluminação do mesmo tipo e passaram a ter elementos blocados.

A mecânica manteve o conhecido motor 2.4 turbodiesel (190 cv e 43,9 kgfm), no entanto, o câmbio automático deixou de ser o de cinco velocidades e passou a ter seis marchas.

Outra novidade é a adoção de gerenciamento eletrônico da tração integral temporária (em situações normais, somente a traseira é usada). Há cinco modos de funcionamento: cascalho, lama/neve, areia e rocha.

Traseira da L200 renovada tem lanternas com LEDs e bloquinhos (Foto: Divulgação)

Traseira da L200 renovada tem lanternas com LEDs e bloquinhos (Foto: Divulgação)

A segurança também foi reforçada para aproximar a Mitsubishi das rivais mais tecnológicas, em especial a Ford Ranger e Chevrolet S10. Entre as tecnologias, há frenagem automática e também alerta de ponto cego.  

Jeep Gladiator

Registrada pela Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, a Jeep Gladiator deve estrear no Brasil em 2020. Segundo a marca, a picape do Wrangler está ainda em estudos para definir algumas pendências. A primeira é o valor, a cotação do dólar não ajuda. Além disso, também há a questão da demanda nos Estados Unidos, onde o utilitário é produzido.

a Gladiator é capaz de levar até um Jeep Wagoneer (Foto: Divulgação)

a Gladiator é capaz de levar até um Jeep Wagoneer (Foto: Divulgação)

O visual e porte são de impor respeito entre as médias. São 5,54 metros de comprimento e 3,48 m de entre-eixos. A caçamba leva mil litros, volume equivalente ao oferecido por outras picapes do mesmo porte. 

A Gladiator tem ainda uma capacidade off-road difícil de ser batida no segmento. São 43,6 graus de ângulo de entrada, 26 graus de saída e 28,2 centímetros de altura do solo. Números que dão orgulho até para o Wrangler. Além disso, há barra antirrolagem desconectáveis eletronicamente para conseguir a maior articulação possível de suspensão no fora de estrada.

Jeep Gladiator tem uma boa capacidade de carga (Foto: Divulgação)

Jeep Gladiator tem uma boa capacidade de carga (Foto: Divulgação)

A gama de motores dispensa o 2.0 turbo a gasolina do Wrangler e parte direto para o antigo V6 3.6 Pentastar de 290 cv. A opção mais provável é o V6 3.0 diesel de 263 cv, uma vez que ele já será homologado para a RAM 1500.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo