Atentado a bomba deixa 12 mortos em Cabul, no Afeganistão

Um carro-bomba explodiu nesta quarta-feira (13) em Cabul, capital do Afeganistão, causando a morte de pelo menos 12 pessoas e deixando outras 20 feridas. Ainda não há informações sobre os autores deste atentando, mas as autoridades acreditam que tenha sido realizado por insurgentes do Talibã.

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pelas principais agências internacionais de notícias, o atentado acontece um dia depois do anúncio do presidente afegão, Ashraf Ghani, sobre a intenção de libertar três prisioneiros talibãs, em troca de dois professores estrangeiros que haviam sido sequestrados em 2016.

Membros das Forças de Segurança inspecionam o veículo-bomba que explodiu nesta quarta-feira (13) em Cabul, capital do país, matando 12 pessoas. – Foto: Omar Sobhani/Reuters

Por causa do ataque de hoje, as autoridades afegãs suspenderam as negociações de libertação dos prisioneiros talibãs em troca dos professores estrangeiros sequestrados.

Entre as vítimas deste atentado estão três crianças. Todos os feridos já foram socorridos e encaminhados a hospitais da cidade, enquanto que os corpos das vítimas fatais foram resgatados e levados para o necrotério do mesmo hospital.

O porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, Nasrat Rahimi, informou que o ataque foi executado por um micro-ônibus carregado com explosivos, os quais foram detonados em frente à sede da Empresa GardaWorld, uma empresa estrangeira especializada em segurança.

Entre as vítimas também há funcionários da Empresa GardaWorld. O estado de saúde delas não foi informado pelas autoridades afegãs.

Entre os prisioneiros talibãs que seriam libertados está Anas Haqqani, filho do fundador da Rede Haqqani, Jalaludin Haqqani, um importante membro da rebelião Talibã no país, e responsável direto por vários atentados em Cabul e contra a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo