Atentado a bomba deixa mortos e feridos no Afeganistão

Um atentando a bomba ocorrido na manhã desta quarta-feira (31) em uma estrada no Oeste do Afeganistão causou a morte de pelo menos 28 pessoas e deixou outras 10 feridas. O número de vítimas, no entanto, pode aumentar nas próximas horas, afirmam as autoridades locais.

De acordo com as primeiras informações, divulgadas agora a pouco pelas principais agências internacionais de notícias, a explosão aconteceu na Autoestrada Kandahar-Herat, quando um ônibus passava pelo local.

A bomba teria sido colocada na estrada por jihadistas membros do Talibã, um grupo terrorista que tenta desestabilizar o governo afegão.

Vítimas do atentado a bomba ocorrido nesta quarta-feira (31) no Afeganistão são atendidos em um hospital – Foto: Jalil Ahmad/Reuters

No ônibus havia muitas mulheres e crianças, e poucos homens. Os feridos foram socorridos e encaminhados a hospitais da região, enquanto os corpos das vítimas fatais foram recolhidos e levados para o necrotério da cidade.

O porta-voz da província de Farah, Muhibullah Muhib, onde ocorreu o ataque, disse que o ônibus seguia pela autoestrada quando foi atingindo por uma bomba que havia sido deixada no asfalto.

O ônibus seguia pela autoestrada Kandahar-Herat quando foi atingido pela bomba dos talibãs. Ao menos 28 pessoas morreram e 10 ficaram feridas“, disse Muhibullah Muhib.

Já o porta-voz do Governo Central, Farooq Barakzai, disse que o número de vítimas (mortos e feridos) deve aumentar nas próximas horas, porque existem muitas em estado grave. Todos os feridos e mortos eram civis.

Até o momento o Talibã não reivindicou a autoria do ataque, apesar das autoridades afegãs atribuírem ao grupo o atentado, classificado como terrorismo.

Em nota divulgada à imprensa, a Organização das Nações Unidas (ONU) disse que os civis continuam alvos de atentados e ataques no Afeganistão, e que o número de mortos e feridos destes civis ocorrem a um ritmo “inaceitável”, apesar das negociações em curso paca acabar com décadas de guerra.

Dados divulgados pela ONU mostram nos primeiros seis meses de 2019 houve uma redução de 27% no número de mortos e feridos de civis no Afeganistão, se comparado com o mesmo período de 2018.

Neste ano, 1.366 civis foram mortos e 2.446 ficaram feridos em ataques e atentados no Afeganistão, segundo dados da Missão da ONU no país. Um terço dessas vítimas são crianças, que foram mortas e/ou ficaram feridas, em decorrência de explosivos não detonados, e que foram manipulados por elas sem estarem cientes dos riscos.

Com informações das Agências France Presse e Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo